domingo, maio 20, 2007

Pornografia, violência e... tabaco

Cena imprópria mostrando Cruella De ville agarrada a uma boquilha com cigarro aceso na ponta
Não sei se ria ou se torça o nariz. Leio no jornal a notícia de que a Motion Picture Association of America vai começar a ter em conta na classificação etária dos filmes o facto de terem ou não cenas onde apareçam personagens a fumar. Um actor a fumar será considerado equivalente a um actor que arranque as tripas à dentada ou outro que se agarre com unhas e dentes às mamas da parceira de cena.
Num país onde uma criança com 10 meses de idade foi recentemente autorizada a ter licença de uso e porte de arma por não haver um limite estipulado por lei, fumar em cena será equivalente a estripar, matar, violar ou mostrar o sexo em exposição indecente. Não há limites!
Se a medida for aplicada e a classificação de todos os filmes for revista teremos, como faz notar o jornalista, os 101 Dálmatas para maiores de 16, por haver mais do que uma indecente cena de fumo com a indecorosa Cruella De Ville a chupar voluptuosamente a ponta de uma boquilha.
Se o ridículo matasse...

3 comentários:

Eduardo P.L. disse...

O ridiculo, às vezes mata, mas de rir! Abraços!

pandoracomplexa disse...

ri, torce o nariz e chora...é verdade

Silvares disse...

Meus caro, o problema é que, agora, quando estou a ver um filme, sempre que aparece alguém alguém de cigarro aceso a minha mente dispersa-se (no mínimo). Estes gajos estragam os mais simples prazeres!