segunda-feira, junho 25, 2007

O astronauta Farmer

Ora aqui está um filme para ver com toda a família (cão, gato e periquito podem assistir sem problemas). No meu caso acabei por ir sozinho ao cinema já que a restante família foi ver um concerto dos My Chemical Romance ao Coliseu. Mas não faz mal. Aliás, por pouco não fui mesmo sozinho já que assisti aos anúncios sem mais ninguém na sala. Depois lá chegaram mais 3 espectadores e, com o filme a decorrer, outros 4. Poucos espectadores não fazem nem desfazem o filme a partir do momento em que o écrã se ilumina com a história que ali nos leva. No caso deste O Astronauta (título da versão legendada em Português) somos convidados a entrar na narrativa de forma bastante educada e correcta. Imagens plasticamente cuidadas e um ritmo suave mas seguro, marcam os primeiros minutos do filme. Entra-se com agrado e é com agrado que se assiste a esta espécie de fábula sobre um homem, Farmer de seu nome, que tem o sonho de ser astronauta e constrói uma nave espacial no celeiro.
Como já referi é um filme com imagens por vezes muito belas e uma narrativa límpida e escorreita. Vê-se com agrado do princípio ao fim. As personagens são bem definidas e há momentos dramáticos que equilibram outros mais dados à comédia. Enfim, um filme que não sendo uma obra-prima não deixará de constituir uma agradável surpresa com um falso final e outro, mais à frente, com aspecto de ser o verdadeiro.
Gostei.

6 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Silvares, meu comentário de ontem não apareceu? Ou fui censurado. Nem lembro o que escrevi. Mas nada que não pudesse ser deletado sem fazer falta. Admiro sua abertura para filmes como o citado. Acho que era nesse tom.

Abraços

Silvares disse...

Não vi o teu comentário de ontem. Por qualquer razão não ficou registado! No que diz respeito a filmes eu vejo (quase) tudo o que não for mau demais. No Cinema, em vídeo, nos canais de TV ou no computador portátil, todos os suportes servem conforme as oportunidades. Este filme tem aspectos bastante interessantes. Evito sempre referências directas ou a descrição de cenas e acções para não interferir como prazer da descoberta de eventuais espectadores.

Lord Broken Pottery disse...

Silvares,
Sou como você. Gosto de chegar ao cinema e surpreender-me. Vejo quase tudo o que posso, meus critérios de escolha são meio vagos. O filme que você descreve teria me agradado muito.
Grande abraço

Silvares disse...

Os filmes são um pouco como os livros. O melhor mesmo é ver com os nossos olhos!
Abraço.

Eduardo P.L. disse...

Silvares, já que fui parar num Museu ( segundo o DUDI : corrigindo abstrações!!!) você foi indicado para as 7 MARAVILHAS DA BLOGOSFERA.

Muito justamente!

Silvares disse...

7 Maravilhas da Blogosfera!!!??? Ena, isso tem uma sonoridade grandiosa. Ah, o Dicionário de Mdeirense/Português/Inglês tem algumas ideias muito interessantes!
:-)