segunda-feira, setembro 01, 2008

Recuperando posts antigos (1)

Entusiasmado pela interessante troca de comentários feita a propósito do post intitulado "Arte (o que é isso?)" fui rebuscar os primeiros posts do 100 Cabeças. Encontrei este que, na altura, não teve nem um comentariozionho para amostra mas que mantém toda a actualidade.
Parece-me que, se o sapo verde provocou tanta celeuma, esta obra de Piero Manzoni tem um potencial destruidor de ideias feitas ainda maior.
O texto era o que se segue (com um retoque ou outro):


Se o Urinol de Duchamp cria resistências nas almas mais comuns que dizer da obra da Manzoni intituada Merda de Artista? Este caramelo terá embalado a sua própria caca em latinhas como a da imagem que depois colocou no mercado ao preço da grama de ouro.

A questão reside em aceitarmos ou não a natureza artística desta merda.

Será necessário, antes do mais, decidir os limites da obra de arte. Desde Duchamp, pelo menos, que essa tarefa se tem revelado, no mínimo, complexa. Com os ready made o consumo de arte deixou de ser cómodo. Anteriormente o amador sabia perfeitamente o aspecto e os limites permitidos á criação artística. Um quadro, um fresco luminoso, uma estátua no centro da praça recordando feitos heróicos ou o passado histórico. Nada mais fácil! Mas agora... latinhas de merda!?Os exemplos são mais que muitos.

O espectador é frequentemente confrontado com os seus próprios limites perante os mais variados objectos. Cabe-lhe participar, completando a obra de arte. Convenhamos que pode revelar-se um trabalho de merda para o qual podemos não estar disponíveis, o que é perfeitamente normal.

Consta que Manzoni terá vendido todo o stock, 90 latinhas de merda embalada, pelo preço pedido. Não há notícia (que eu saiba) de que alguém tenha ousado confirmar o conteúdo das latinhas já que isso iria arruinar o seu valor e quebrar-lhe o encanto. Dá que pensar, não dá?

Então deve ser arte!

11 comentários:

claire disse...

Uma latinha numinosa de numinoso. Silvares tens o catálogo da expo da Frida?

Silvares disse...

Não. Não o comprei. A exposição foi no Centro Cultural de Belém, não me lembro bem quando.

jo-zéi disse...

Há Gente que faz dinheiro com tudo ,até a vender m----.
E quem iria comprar aquilo?
NÁÁÁÁÁ!!!

Silvares disse...

Segundo rezam as crónicas este gajo vendeu as 90 latinhas. TODAS!
Como vês há muito boa gente disposta a comprar arte, nem que seja merda. Literalmente. Lindo não é?

peri s.c. disse...

Criativo mesmo seria ele ter feito a série completa , latinhas separadas de merda, peidos, mijo, esperma, lágrimas e suor e intitulá-la "Fluidos, gases e sólidos artísticos"

Silvares disse...

Acho que o Manzoni não se lembrou de uma série tão completa, senão tê-la-ia criado. A sua ideia até que nem é nada má!
:-D

jo-zéi disse...

Aí está é preciso Engenho e ARTE.
Força aí PIERO!!!
Continua a Evacuar como deve ser, PÁ!!!

:-D

.-)))

eheheheh!!!(o Piero é que se fica a rir...já enganei mais estes palermas).

Elma Carneiro disse...

Mas tem muita gente que compra merda aos metros quadrados para pendurar em suas paredes. Esse aí pelo menos se conscientizou e as compactuou literalmente numa latinha e não enganou o fregues.
Coisa de loko heim? :)))))
Será que o comprador nem podia cheirar antes para averiguar a sua compatibilidade com o perfume???
:0)

expressodalinha disse...

Também tenho um chichi muito jeitoso...!

MUMIA disse...

expresso: - Quem dá MAIS!!!

Silvares disse...

Jo-Zéi, quem engana quem? O Piero ou o Tiziano? Seria interessante debater esse assunto. Talvez mais à frente.

Elma, tens toda a razão: há muito boa gente a comprar merda ao metro quadrado. Ao menos o Manzoni vendeu-a à grama!
:-)

Jorge, talvez em garrafinhas...

Mumia, não estou a ver ninguém a licitar...