segunda-feira, setembro 15, 2008

Solidário


Sólido e solidário

post para a Tertúlia Virtual

tema-SOLIDARIEDADE

clica na imagem

21 comentários:

Eduardo P L disse...

Silvares,

magnífica MONTAGEM ou COLLAGEM!
Obra de grande MESTRE!

obrigado por participar!

Alice Salles disse...

Concordo com o Eduardo, mas eu não sei ainda o que achar dela.. preciso que ela amadureça em mim.

expressodalinha disse...

A verdade é que sofremos todos. O muro não é provisório.

james emanuel disse...

Belo e denso.

Um abraço.

peri s.c. disse...

Belo post, na elaboração e no concite à reflexão

peri s.c. disse...

correção : ... " convite " ...

Beto Canales disse...

Concordo com Alice...

Silvares disse...

Caríssimos, eu próprio não tive imediatamente uma leitura clara da imagem. Quando a terminei, fechei o computador e só hoje voltei a olhá-la e está completamente diferente do que era ontem.
Não quero influenciar possíveis leituras de visitantes que ainda não tenham chegado. Assim sendo, só amanhã darei a minha opinião sobre uma possível leitura. Mas é isso mesmo que costumo fazer, solto imagens por aí e fico a vê-las, enquanto elas se mostram aos outros e se divertem... esta é um tanto ambígua. Ou talvez não.

sonia a. mascaro disse...

Sua imagem é mesmo enigmática...fico me perguntando quais as leituras que as pessoas farão dela. O que me intrigou foi a expressão do menino, o olhar nada angelical e nem um pouco infantil ou ingênuo... O que será que ele representa diante do Sofrimento, da Bomba e do Muro? Um olhar solidário ou .....
Certamente volto amanhã.

Obrigada pelo comentário no meu blog.

Eduardo P L disse...

Ahhh.. não estou tão PERDIDO ainda! Havia sim comentado sobre esta postagem. Agora vou aguardar as interpretações do Silvares! Para mim, como já disse no outro blog, ela provoca o instinto de SOLIDARIEDADE mais do que explicitamente nos moste SOLIDARIEDADE explicita! Há ver!

roserouge disse...

Se esse muro for cá em Portugal o "provisório" quer dizer "forever"...belo post, mas preciso pensar sobre o significado dele. Profundo e retorcido.

Denise disse...

Silvares
Ótimo trabalho de imagem, para a abordagem do tema solidariedade.
Obrigada pela visita em meu blog.
Abraços, Denise

Caliandra do Cerrado disse...

Olá Silvares
Essa sua montagem tem um profundo conteúdo social abrangendo tudo o que envolve a nossa vida.
Houve por sua parte, como criador uma explanação que alcança vários aspectos da vida que vai das guerras no caso a bomba atômica, os muros que nos delimitam, uma cena que dá idéia de um gesto de solidariedade, e uma inocente criança não digo perplexa, mas ela pode estar representando a nossa esperança com possibilidades de um futuro sem males.
Esperamos que os obstáculos sejam todos superados, e que esse muro seja realmente provisório, afinal ele não me apresenta tão alto.
Essa foi a minha leitura.Desculpe se fui por outro caminho
Obrigada pela sua valiosa presença em minha página, o que me deixou honrada e concordo plenamente com o seu ponto de vista.
Beijos no seu coração.

Beto Canales disse...

Ali quase tudo é provisório, exceto o muro que além disso é intocável. Vejo, também, uma crítica velada ao cristianismo e a vergonha de que todos, pelo menos os que pensam parecidos comigo, sentem sobre assuntos eclesiásticos. Observo, também, uma crítica aberta a todos nós, como humanidade. Melhor jogar cristo morto (ou qualquer sujeira que façamos) atrás do muro, longe de nossos olhos, mesmo que para isso tenhamos que nos despir de qualquer sentimento bom, de qualquer ética.
Que exploda tudo... e que não demore!

Luma disse...

Posso chutar professor? (rs*)
Acho que a figura do menino representa a humanidade que é ainda imatura (muro) para tudo que já aconteceu sobre a fase da terra. Não bastou o Cristo morrer na cruz para dizer que a humanidade caminhava para o fim e não bastaram a sucessão de guerras (bomba). Apesar disso, a humanidade (menino) ainda pára para pensar se deseja paz (Cristo) ou a força da guerra (bomba).

Preciso contar pra alguém: Antony Gormley comentou na postagem, yeah!!!

Boa semana! Beijus

Silvares disse...

Sonia, o olhar do menino é uma interrogação. Não tem respostas.

Eduardo, é isso mesmo. A sua leitura é a minha leitura. Mesmo que o não seja. Confuso, não? Talvez nem tanto!

Roserouge, a maior parte das minhas imagens são retorcidas porque não são lineares. São quase provocações na medida em que pretendo criar uma possibilidade de reflexão. O leitor tem responsabilidades no resultado da leitura.

Denise, obrigado por tudo :-)

Caliandra, a sua leitura é perfeita porque é verdadeira. O que podemos aspirar além de sinceridade no olhar que lançamos a tudo o que nos rodeia?

Beto, a sua leitura é, também, perfeitamente credível. Alguns dos aspectos que refere são coincidentes com aquilo que vai dentro de mim. No fundo sou cristão. Não sou católico.

Luma, absolutamente. E também o contrário :-) Como já referi anteriormente, a leitura de uma é um processo de construção de significados no qual o leitor é, talvez, a parte mais importante. Um criador que dite o resultado da sua criação não passa de um ditador. Isso eu não quero ser!
Gormley comentou? Não fui capaz de encontrar o comentário. Se calhar não procurei devidamente. Pode esclarecer-me, mostrar como econtrar esse comentário? Caramba, que emoção!

disse...

Ingênua impotência e desconfiança... cínica perante a tragédia constante da humanidade... na tentativa de não ser... monstro!

P.S Ler seus textos e análises é uma aula e um grande prazer...Como diz a Luma... Mestre!

Silvares disse...

Ví, muitas vezes dou por mim a questionar a minha própria solidariedade para com aqueles que têm fome. Principalmente após uma refição de grande qualidade acompanhada de um bom vinho. Que posso fazer? Não comer? Não beber? Qual a "qualidade" de uma solidariedade como essa?

Mestre? Por favor, fico com um calor imenso nas faces avermelhadas...
:-)

[A] disse...

acho muito significativo o bocado que falta ao Pinóquio do Ron Mueck...
;)

Silvares disse...

[a], aquele Pinóquio é mais o da Paula Rego ;-)

Anónimo disse...

ou isso, pois.

[a]