segunda-feira, novembro 26, 2007

A coisa está a ficar mesmo bera!

Nos últimos dias crescem as vozes que dão conta de um recrudescimento doentio do controlo legal sobre aspectos da nossa vida quotidiana que julgávamos inofensivos. Emanadas pela "União Europeia" a cada dia que passa, surgem normas e imposições legais que parecem ridículas (que são ridículas), absolutamente desnecessárias e incompreensíveis. Os estados da Uniãosão encorajados a meter, cada vez mais, o nariz onde não são chamados. Há leis para tudo e mais alguma coisa, cria-se uma floresta de regras de tal modo densa que o comum dos cidadãos, um dia destes, não sabe se há-de limpar o cú com a mão direita sem ser multado, caso haja algum fiscal a observá-lo e a regra seja limpar a merda com a mão direita. O 1984 de Orwell parece estar apenas um pouco atrasado, mas está a chegar.
Há uma ditadura do senso comum a impor-se, sem sufrágio nem programa, uma ditadura que é fruto da mais rasteira propaganda mediática e que tem, por objectivo ao que parece, zelar pelo nosso bem-estar, saúde e segurança, nem que para isso tenhamos de ser catigados, enxovalhados e mandados para um centro de recuperação de qualquer coisa esquisita. Moda e publicidade, aliados a um súbito desvelo pela forma física, querem fazer de nós todos uma coisa só, hordas de Super-Barbies a abanar a peidola para hordas de Super-Kens e vice-versa e etc. que os tempos são de tolerância em termos sexuais (dizem, mas não sei se acredite). Só é pena que este amor pelo aspecto físico não tenha paralelo em termos intelectuais. Os senhores que gerem esta merda toda escondidos na sombra, esses Big Brothers de pacotilha, ou não perceberam nada da herança grega e deturpam a Democracia esquecendo que um corpo são só faz sentido se, primeiro, empacotar uma mente sã, ou então são pura e simplesmente uma corja de pulhas enfatuados e amarelados pela indolência, com um gosto infantil por gadgets tecnológicos, carros de marca e mobiliário XPTO.
Inclino-me mais para a segunda hipótese. Penso que está a chegar a hora de fazermos frente a esta onda de merda que ameaça submergir as nossas liberdades individuais em nome da saúde e dos interesses da "nação" ou do "estado" ou lá quem é que se alimenta do nosso trabalho e do nosso sangue. Os monstros devem matar-se, sempre que possível, antes de sairem do ovo. Mesmo bébés já são terríveis adversários. É por isso que lhes chamamos monstros.

2 comentários:

Olaio disse...

PS e PSD anunciaram ter chegado a acordo para rever a lei eleitoral das autarquias, com aplicação já nas eleições autárquicas de 2009. Apesar de não ter sido divulgado o conteúdo do acordo, os projectos de revisão da lei de ambos os partidos estabelecem que o presidente da Câmara passa a ser o primeiro da lista mais votada para a Assembleia Municipal; e a oposição perde peso no executivo ou é literalmente excluída, criando-se executivos monocolores.

Mais um exemplo do aprofundamento "democrático" desta espécie de partido unico que se vai formando nestas ditas democracias

jo-zéi f. disse...

A malta não se pode calar senão os gajos mordem-nos as canelas. Abusadores!
Olaio: deveríamos trocar umas pinturas. Já participámos em exposições juntos na ZDB. Sonhar acordado.(???). :-)(-: