quarta-feira, abril 12, 2006

Férias

Em tempo de férias ando longe do meu computador. Muito longe mesmo e durante bastante tempo.
Poderia dar a sensação de que as 100 CABEÇAS estariam a sentir-se perdidas... qual quê, estão apenas a descansar.
Restam-me 12 minutos de utilização de um computador ranhoso, numa casa de jogos a cheirar a mofo, onde perdi (ou terei ganho) horas e horas da minha juventude passada entre jogos de flippers e de snooker. Hoje venho aqui em tempo de férias teclar umas cenaças e bisbilhotar a NET.

Não tenho maneira e colocar uma imagem a ilustrar o texto, pelo que este será o 1º post sem "boneco".
O tempo vai-se esgotando (tenho 9 minutos) e não disse nada do que queria dizer.

Aproveito para fazer notar que, enquanto povo, não detemos o exclusivo da estupidez. Os italianos batem-se bem. Nós temos o palhaço mau no bananal da Madeira. Eles têm o rei dos palhaços maus no país inteiro. Berlusconi mostra bem a fragilidade do sistema democrático. Se antes dele Bush ganhou umas eleições recorrendo a processos aparentemente fraudulentos, agora, a campanha eleitoral e os resultados que se desenham, mostram com somos vulneráveis em termos mediáticos.
Quem detiver os meios de fazer passar a mensagem, tem todas as hipóteses de se tornar o Senhor dos Anéis lá da rua dele!

Bom, 4 minutos, vou desligar.

2 comentários:

alice disse...

a sala de jogo é aquela ao fundo da rua comprida?..a Nortenha?:::?? era assim que se chamava?! tenho uma memória esburacada. Só me lembro de pormenores como um choque eléctrico que apanhei ao tocar-te quando jogavas um jogo chamado 'Ciudad'
:D... ehehehe!

Silvares disse...

Pois, a Nortenha!!! Com exactamente os mesmos gajos a trocar moedas e tudo! O mais estranho é que têm o mesmo aspecto que tinham há 20 anos atrás. Não se percebe se não envelheceram ou se já eram velhos antes de tempo!
Quanto ao choque eléctrico também me lembro... mas foi na Princesinha, ao cimo da rua Serpa Pinto!
:-D