terça-feira, novembro 11, 2008

Paraíso a prazo


A notícia é estranha. "O primeiro Presidente eleito democraticamente nas Maldivas, Mohamed Nasheed, inaugurou o seu mandato com uma medida inovadora. O país vai criar um fundo de poupança para comprar novas terras onde a população possa viver, caso o nível das águas acabe por engolir o paradisíaco arquipélago, anunciou ontem Nasheed ao diário "The Guardian". (ler tudo aqui)"

Quantas vezes terão acontecido situações deste género desde que o Homem é Homem? A mítica Atlântida é o caso "mais conhecido" mas o seu desaparecimento terá ocorrido numa época em que a globalização mediática ainda não existia.

Se o nível das águas subir tanto quanto as previsões mais catastróficas indicam, os nossos descendentes irão assistir a acontecimentos de um dramatismo difícil de imaginar. Países inteiros serão ameaçados e, eventualmente, desaparecerão sob as águas do mar. O desenho dos continentes terá um aspecto diferente e não haverá dinheiro que possa comprar territórios suficientes para todos os que tiverem de se afastar em direcção ao interior. O interior desertifica-se, as pessoas deslocam-se em direcção às grandes metrópoles como borboletas atraídas por uma luz artificial. As maiores cidades do planeta existem perto do mar por razões óbvias.
Por agora temos o exemplo das Maldivas, um paraíso com curto prazo de validade, em busca de uma terra firme que possa acolher a sua população no futuro. São apenas 300 000 pessoas, uma ninharia. Como será quando houver milhões de pessoas a necessitarem de terras mais altas para não acordarem com os pés molhados?
Não haja dúvidas que a eternidade tem o tempo contado e que a Civilização, tal como a conhecemos actualmente, não é mais que um intervalo de tempo.

6 comentários:

Beto Canales disse...

Torço para que estejas errado, mas creio que não está.

Alice Salles disse...

Nao esta errado nao... infelizmente.....

Silvares disse...

Beto, Alice, nas Maldivas já estão a tratar do futuro...

Eduardo P.L disse...

Silvares,

vi a notícia! Pensei o mesmo! Eu ( PIACABA)estou a salvo...pelo menos enquanto viver. Estou a mais de 20 metros do nível do mar! rsrsrs!

Abçs

Silvares disse...

Eduardo, no meu caso não sei bem. Mesmo assim vivo num 3º andar, talvez possa ficar por estes lados e trocar o meu carro por um barquinho... a remos (opção ecológica)

ovelha.negra disse...

Vi há pouco tempo o 'Verdade Inconveniente' do Al Gore. Ok, aquilo é ligeiramente dramatizado, mas as imagens que ele apresenta do planeta daqui a uns anos, coberto por água, são assustadoras. Xau Portugal!, Xau grande percentagem de superfície do Mundo!. Mas verdade seja dita: já existem estudos sobre a matéria há dezenas de anos, a população (e os que transmitem (ou não) conhecimentos) é que optaram por ignorar...