domingo, novembro 09, 2008

Ontem fomos ainda mais...





Estranhamente a polícia recusou-se a fornecer dados relativos ao número de manifestantes presentes na tarde de ontem nas ruas de Lisboa. Os organizadores afirmam que terão estado na subida das avenidas, desde o Terreiro do Paço ao Marquês de Pombal, mais de 100 mil professores. Os números que avançam apontam para cerca de 120 mil, 85% do total de professores de todo o país estiveram ontem na rua para mostrar à ministra que o descontentamento e o desacordo com as desastrosas políticas que tenta levar em frente não são capricho de meia-dúzia de bruxas e feiticeiros (isso existe???) como ela parece acreditar. A ministra parece viver noutra dimensão tal é o desfasamento que demonstra perante os factos mais elementares de cada vez que dá uma entrevista ou se manifesta publicamente. Ou muito me engano ou ontem já lhe fraquejou a voz na entrevista que deu ao Jornal da Noite do Canal 1. Houve ali um falsete fora do lugar, um descontrolado esganiçar da voz a mostrar irritação (o costume) mas também algum medo (seria pavor?) o que constitui novidade. Será que a senhora prossegue, alucinada, cavalgando a pileca da loucura? Ou prefere dialogar com os representantes dos professores? A meu ver, com esta equipa ministerial já não há a mínima hipótese de diálogo. A incapacidade e inépcia, a mediocridade técnica que tem evidenciado em cada dia que passa desde que chegou ao poder exige a sua demissão. Para que possamos respirar de novo sem termos de tapar o nariz será necessário outra equipa no ministério da Avenida 5 de Outubro.

Ontem, sob o olhar metálico do Marquês de Pombal, os professores gritaram bem alto as razões da sua luta. Fico com a sensação que, apesar das semelhanças, a estátua do Marquês já compreendeu aquilo que Maria de Lurdes Rodrigues ainda não atingiu. Estou em crer que o Marquês é mais sensível que a ministra (até o leão que o acompanha).

4 comentários:

Eduardo P.L disse...

É verdade, o leão e o Marques estão com cara de total aprovação ao movimento!

Alice Salles disse...

De arrepiar Silvares! Que beleza ver essa classe tao importante unida dessa forma e sim, creio que o Marques e seu leao parecem mais compreensivos e atentos do que quem deveria ser como tal nesse exato momento da historia...

Silvares disse...

Eduardo, Alice, quando os governantes se comportam como se nãotivessem sentimentos transformam-se em estátuas. Falar comuma estátua é tarefa dura!

disse...

àgua mole em pedra dura ...tanto bate até que fura...Não desistam!!