domingo, novembro 16, 2008

1,2,3, já cá estamos outra vez!


Fotos mostrando um dos momentos em que os manifestantes passavam em frente da sede do Partido Socialista, no Largo do Rato. Em cima, acenando lenços de despedida ao PS, no mais completo silêncio (foi um momento de intensidade emocional muito elevada). Em baixo, duas colegas exibem os cartões de militantes socialistas. Muitos deles garantem que não voltam a votar no partido enquanto Sócrates se mantiver no poleiro.
Fotos retiradas daqui http://fliscorno.blogspot.com/ onde estão disponíveis 116 imagens relativas a esta manifestação


O título deste post foi uma das palavras de ordem que ontem dançou nas gargantas dos milhares de professores que voltaram a manifestar-se em Lisboa contra as políticas educativas do actual governo.

Esta manifestação realizou-se à margem dos sindicatos, apresentando-se como um protesto espontâneo de base. Como realçou um dos oradores, junto à escadaria da Assembleia da República, a manifestação de ontem foi mais do que um protesto da classe docente. Foi, acima de tudo, uma manifestação de cidadania, uma prova de que a Democracia faz, para muitos de nós, pleno sentido e a rua é o palco preferencial da demonstração da vontade popular. Muito mais do que os gabinetes bafientos onde os nossos legítimos representantes estabelecem as suas negociatas de acordo com agendas políticas pouco visíveis cá de baixo, da calçada onde temos levado a cabo os nossos protestos.

Ontem vivemos mais uma jornada de luta intensa e plena de significado. Os discursos tiveram substância e foram ouvidos por todos os presentes. Notei a ausência dos habituais slogans que os dirigentes sindicais e demais políticos de carreira costumam usar qando se dirigem à turba. Foram discursos genuínos, de gente igualzinha à que estava cá em baixo e apaludia sentidamente as palavras que eram ditas.

Resumindo, para quem tinha dúvidas sobre a validade da manifestação de ontem (e eu tive muitas dúvidas, para ser sincero) estar ali acabou com elas. Os professores mostraram ontem ao que vêm com os protestos que têm promovido. Vêm ao reencontro do sistema democrático em que todos acreditaram e, nos últimos tempos, têm visto ser apedrejado a torto e a direito por um governo que se devia envergonhar de continuar a ostentar indevidamente a designação de "socialista".

5 comentários:

Alice Salles disse...

E bonito ver o povo realmente se manifestando e EXIGINDO o poder de volta! E um sonho de fato! Parabens por participar disso e nos deixar a par do que esta acontecendo!

disse...

Que grande movimento...parabéns a todos pela persistência...Um sonho que desejo se realize.Até...

Beto Canales disse...

Hoje o magistério gaúcho entrou em greve. Velho, novo, seja lá qual mundo, parece que os governantes sãos mesmos...

Beto Canales disse...

Silvares, preciso de um mail teu.

Podes contatar 3am.beto@gmail.com ?

É coisa boa. Te aguardo, amigo.

Silvares disse...

Alice, hoje (dia 20) a ministra deu os primeiros sinais de que pode ceder. Ainda não acabou mas começamos a pensar que a vitória vai chegar.

Ví, obrigado pelos votos de sucesso, não sei se vamos conseguir mas temos esperança!

Beto, mundo velho, mundo novo, se o povo se sente prejudicado vai reclamar, não há outra forma de viver!
:-)