domingo, outubro 05, 2008

Lembrete

Eça de Queiroz (1845-1900)

Neste ano de eleições, lembremo-nos: «Os políticos e as fraldas devem ser mudados frequentemente e pela mesma razão.»
Recebi este lembrete por e-mail.
Em Portugal iremos votar 3 vezes no próximo ano (!!!). Eleições legislativas, locais e para o parlamento europeu. No Brasil está também a decorrer um processo eleitoral. Daí que seja importante relembrar estas palavras de um dos grandes escritores da nossa língua comum.

19 comentários:

Beto Canales disse...

Acabei de votar aqui em Porto Alegre e segui o conselho mesmo antes de ler.
Que frase bem dita.

Alice Salles disse...

Tenho que traduzir essa frase da melhor maneira possível e repassar para os antas americanos. Fantástico, ninguém poderia ter dito melhor!

Eduardo P L disse...

RESUMO DA BASES DA DEMOCRACIA! Tem toda razão. Ás vezes o POVO volta a USAR fraldas SUJAS!

peri s.c. disse...

Há o muito frequente risco de confundirem o cheiro de merda com o de rosas.

disse...

Sensacional...Não conhecia.
Explicado está!!!

roserouge disse...

Esta frase é brilhante, das melhores que tenho ouvido...visto...lido...isso!

luís disse...

Moço, aqui não são as fraldas que me fazem falar, mas o comentário sobre a alteração da expo "seis cadeiras e uma mesa". Pois olha que estou de acordo, sim senhor, mas colocas aqui um problema matemático complicado. Eu, por mim, vejo-me incapaz de o resolver. É o seguinte: como é que, com duas impossibilidades tornas uma coisa possível? Aquela história do menos por menos dá mais só funciona na escola, nos livros de matemática. Aqui estamos a tratar de infinidades...

Resolve o problema, por favor!

Silvares disse...

Beto, é o poder que nos resta: o poder de provocar a possibilidade de mudança se as coisas não nos agradam, ou de eventualmente mantermos o estado actual, se elas estão de acordo com as nossas expectativas.

Alice, traduz isso com jeito, todos os contributos são poucos para mudar a fralda à América. Está cheia e pesadona...

Eduardo, na política as fraldas ainda não descartáveis. Há muitas que se reutilizam!
:-)

Peri, há merdinha bem cheirosa, depende do rabinho que a defeca.

Ví, este Eça foi um extraordinário observador da alma humana. Ainda por cima escrevia com muito humor e alguma malícia...

Roserouge, absolutamente!
:-)

Luís, neste caso o "menos por menos" dá o que Deus quiser. Dá mais ou menos.

expressodalinha disse...

Para um manual político completo da Autoria de Eça de Queiroz, recomendo o "Conde de Abranhos". Está lá tudo! O Grande escritor português!

Silvares disse...

Jorge, uma óptima sugestão! Já reparaste no pormenor do adaimento da inauguração da exposição em que vou participar na Galeria Municipal de Almada? Resolveram agora reparar o chão da Galeria, houve uma inundação, segundo ouvi dizer... o problema é resolveram fazer o arranjo independentemente da agenda das exposições e sem avisarem ninguém. A notícia da inauguração para o próximo dia 10 deste mês já foi publicada na Agenda Cultural e, imagino, seguiu para os órgãos de comunicação locais. Isto é uma balda. O que diria o Eça?

roserouge disse...

Diria "lavaste, estragaste!"

Silvares disse...

Na verdade foi um cano rôto.
:-)

roserouge disse...

Um dia, um amigo do Eça escreveu-lhe a pedir conselhos sobre como fazer sexo oral a uma senhora. Eça lá lhe explicou. Passados um tempos, o amigo torna a escrever-lhe a dizer que já tinha experimentado e que não tinha achado muita graça àquilo. Eça perguntou-lhe porquê. O amigo explicou-lhe em pormenor todo o acto em si, inclusive que tinha pedido à senhora para se lavar muito bem lavadinha. Resposta do Eça: "lavaste, estragaste". Pimba!

Silvares disse...

Essa eu não conhecia. Caramba!

Beto Canales disse...

Hehehehehehe..... ganhei meu mês com o comentário roserouge.

Silvares disse...

Esta mulher é um incêndio...

roserouge disse...

Juro que é verdade, não inventei nada...

expressodalinha disse...

O Eça diria que isto é um regabofe e que aquela gente só quer uma "sinecurazinhas".
Cuidado com a inunda ção. Aqula Galeria não é fiável. Danificaram-me lá uma escultura e ainda aguardo o seguro... Se calhar é da AIG!!!

Silvares disse...

Roserouge, não duvido nem um bocadinho!

Jorge, haverá alguma coisa fiável?