domingo, junho 15, 2008

Profeta

4 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Filósofo e VIDENTE! Esse Andy era bom, mesmo!

Meu Mestre, olhe o que o Jorge Pinheiro respondeu à minha proposta de promoverem um encontro :

expressodalinha disse...
Desafio aceite. Digam as condições e as armas.

Agora é por sua conta!

Forte abraço e bom final de Domingo.

Olaio disse...

Não há duvida que Andy Warhol é bem a expressão da arte no apogeu do capitalismo.
Entre produzir um quadro e encher chouriços a diferença (ou qualidade) está naquilo que mais guito dá.

jo-zéi disse...

§§§§§...O Andy(WAR-HOLA) só via cifrões a passarem-lhe à frente dos olhos, como os bonecos dos desenhos animados de que gostava tanto. $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
OH, YEAH!!!

Silvares disse...

Eduardo, é uma questão a resolver :-)

Olaio, afinal de contas há muita arte no negócio e vice-versa!

Jo-Zei, boa imagem essa dos cifrões.