sábado, dezembro 06, 2008

Um Mundo Catita



Quando me preparei para escrever este post a minha intenção era desancar na inenarrável versão do "Bem Bom" que faz parte do novo álbum a solo do Rui Reininho. Enquanto procurava no You Tube um vídeo que pudesse ilustrar este meu ódiozito de estimação dei de caras com uma série de vídeos de "Um Mundo Catita", a série que passa actualmente no canal 2 da RTP. Imediatamente mudei de tema. É que esta série tem-me proporcionado inesperados momentos de profundérrimo prazer e tem-me feito rir com vontade, coisa boa que cada vez menos acontece de forma espontânea.
"Um Mundo Catita" é uma espécie de biografia romanceada do grande (sob vários aspectos) Manuel João Vieira. Quem o conhece sabe que é uma personagem desopilante, capaz do melhor e do pior. Uma personagem real que constrói para si própria um mundo de faz-de-conta que se adapte à sua visão escatológica do universo circundante. As máscaras de João Vieira (ou será antes Lelo Marmelo?) estão sempre presas por arames e "Um Mundo Catita" é o lugar ideal para olharmos de frente toda essa mascarada.
Manuel João Vieira foi aluno da Escola Superior de Belas-Artes na mesma época que por lá andei. Já nos idos de 80 era um gajo estranho e exagerado que fazia rir ou nem por isso. Foi na época em que surgiram na escola os Ena Pá 2000 mas também os Mler If Dada. Tempos muito pouco modernos.
Assistir agora a esta série (passa aos Domingos, já lá vão 2 de 6 episódios) é um exercício de memória curioso. Lá surgem uma série de personagens que já havia esquecido. Surgem em pessoa ou disfarçados de "catitas". É uma série com uma qualidade assinalável tanto nos cenários como na fotografia e no argumento. Uma óptima surpresa que tenciono continuar a desfrutar até ao fim, devagarinho, com volúpia.

9 comentários:

expressodalinha disse...

Nunca me foi uma personagem simpática. Sempre o vi como um mero palhaço. Vou ver a série a ver se mudo de posição.

Silvares disse...

É um tipo com o seu interesse. Não sei se ainda pinta mas daquilo que me lembro de ter visto não se safava nada mal. Sempre teve aquela queda para o exagero mas, se vires bem, lá no fundo (talvez muito no fundo) tem qualquer coisa de interessante.

MUMIA disse...

e o Pedro Cavalheiro??? -------------ENAPÁ2000!!

ainda não vi nenhum episódio, só a treila.

-ZZZZZZZZTTTTTTTTTTTT!!!!

Alice Salles disse...

Não faço idéia de quem seja, mas parece que você está feliz ao assisti-lo pois isso que é o importante!

Silvares disse...

Mumia, o Pedro sempre sonhou ser actor mas não tem pingo de talento. No entanto farto-me de rir só de ver o esforço que ele faz. Passa hoje na RTP2.

Alice, é um homem que é também uma memória e uma figura (mais ou menos) pública em Portugal. Já chegou a (tentar) candidatar-se à presidência da República e tem uma banda musical, como dizer, hardcore? Não sei bem. É um tipo estranho, que me parece ter alguma coisa a dizer.

Jo-zéi disse...

o Pedro C. entra sempre nos vídeos dos ENAPÁ2000....é o CROMO...eheh...

+++O Jonas ganhou um prémio de Teatro em Espanha, O Prémio FAD Sebastiá Gasch 2008, da Catalunha, com a peça "Burgher King Lear", inspirada no King Lear de Shakespera.(vi hoje no jornal).
Muito Importante.
BOA NOTA!!!

Silvares disse...

São uns senhores.
:-)

jo-zéi disse...

- ZUBIZAVANOVIIII!!! pra todos.

O Lello Minsk no seu melhor, mais o Orgasmo Carlos.
Não me poderia esquecer dos Irmãos Catita (não Janita...).
O_o

Rini Luyks disse...

Adorei a emissão do domingo passado dia 7: Manuel João, apaixonado pelo sua dentista, consegue um "date", mas ela comete a crueldade de apresentar durante o jantar o seu namorado. E este a seguir a revelar, durante um "toilet break" da amada, as suas aventuras sexuais (golden shower, etc.).
Manuel João no papel de palhaço triste, sublime!
No ano passado tive o prazer de participar com a Kumpania Algazarra num concerto dos Ena Pá 2000 no Festival Ananil em Montemor-o-Novo. Também sou fã dos Irmãos Catita, até já gravei um vídeoclip no quarto de dormir do Gimba (blogue Anacruses, post de 28 de Outubro 2008)...