sexta-feira, agosto 15, 2008

Tertúlia Virtual - Água

Watercolor

18 comentários:

Eduardo P L disse...

ahhh!

Eu sabia que poderia esperar uma grande postagem!
Falei dessa água no comentário que fiz na JANELA DO ALBERTI do JOSÉ LOURO... Água de aquarela...ou acrílico!
Muito obrigado pela sua importante participação!

Forte abraço

Silvares disse...

Obrigado Eduardo. Na verdade era impossível pensar em água sem lembrar pintura. Não é verdade?

O 100 Cabeças não iria falhar a Tertúlia!

expressodalinha disse...

Claro. Um verdeiro artista mata a sede com arte. Excelente!

chicoelho disse...

A agua importante até como arte!


Abç

maria antunes disse...

Boa! Não me tinha passado essa pela cabeça. :)

Bjo

Silvares disse...

Jorge, a água é uma coisa colorida :-)

Chico, se pudesse bebia umas pinturas que eu cá sei!

Maria, a Tertúlia também serve para nos preencher a cabeça, não é verdade?

Obrigado a todos pela visita.

Al Kantara disse...

Mas quem se terá lembrado de dizer que a água era incolor ?!...

ery roberto disse...

Essa água é especial, é o líquido da arte. Muito bem lembrado. E assim, verde, reflete vida ecológica. Abraço.

peri s.c. disse...

A água plana.
E plena, se for um bom artista.

Maria Augusta disse...

Hoje vi várias declinações do tema água, esta sua também é muito interessante e importante, a água criando a arte, as cores, a transparência.
Gostei muito.
Um abraço.

H. Sousa disse...

Retribuindo e agradecendo a sua visita, o tema está optimamente ilustrado.
Abraços

Lord Broken Pottery disse...

Silvares,
Bem lembrado. A arte não secará.
Grande abraço

MUMIA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Silvares disse...

Al Kantara, decerto alguém que nunca pintou;

Ery, é mais verde radioactivo...

Peri, é plana. Ainda.

Maria Augusta, 100 cabeças, mil sentenças! Cada um vê pelos olhos que tem abaixo da testa :-)

H. Sousa, obrigado;

Lord, é isso mesmo!

Denise disse...

A água e a arte, ela está por toda parte... como viver sem ela...
Obrigada pela visita.
Abraços, Denise

roserouge disse...

Lindo, gostei muito. Simples e conciso. Mas águinha verde, só o absinto...

claire disse...

Uma dupla: Silvares prazer te conhecer no espírito da coisa

Silvares disse...

Denise, eu é que agradeço.
:-)

Roserouge, o absinto é como a água, nem todo é verde e, por vezes, o incolor esconde perigos insuspeitos.

Claire, o prazer é todo meu.