sexta-feira, março 30, 2007

O orgulho que resta à nódoa

Com a devida vénia dou-me ao luxo de copiar o texto "O orgulho que resta à nódoa" de Rui Tavares, publicado em "Pobre e mal agradecido" pela editora Tinta-da-China no ano de 2006.

O orgulho que resta à nódoa
Vejo na televisão uma manifestação de racistas. Um porta-voz diz aos jornalistas, com as poucas competências linguísticas que conseguiu desenvolver até à idade adulta, que «tem orgulho em ser branco».
Claro que tem «orgulho em ser branco»: quando não se pode ter orgulho em ser inteligente, em ter talento, em ter aumentado a sua cultura e educação, em ser boa pessoa, em ter-se aperfeiçoado, em ter ajudado pessoas, em ter feito o mundo melhor ou em ter sido um exemplo para os outros. Quando não se pode ter orgulho em ser apreciado por pessoas de proveniências e culturas diferentes, em ter estado num país estrangeiro, ter feito amigos e ter deixado saudades. Quando não se pode ter orgulho em saber cozinhar, falar, dançar, tocar um instrumento, pintar, amar e ser amado por uma pessoa que admiramos, trabalhar no duro, ter boa caligrafia, aprender um idioma, ser autor de um invento, conhecer a história do seu país, ter criado filhos e netos, ser um bom marceneiro, ou um bom professor, ou um bom servente de pedreiro. Quando não se pode ter orgulho em saber alinhar duas ideias, saber compreender uma única ou ter tido nenhuma.
QUando não se pode ter orgulho de nada, tem-se orgulho em «ser branco». É o que resta ao destituído total. Também a nódoa no pano, coitada, deve ter orgulho em «ser nódoa», o buraco em «ser buraco», a bosta em «ser bosta».
No entanto, o que esse imbecil ainda não entendeu é que ele nem sequer teve responsabilidade em ser branco. É só branco por acaso.
Tem, de facto, muito pouco de que se orgulhar.

4 comentários:

intruso disse...

a nódoa que da nódoa resta
(nódoas,
no melhor e no pior pano caem...
f.....!)

Cristina Loureiro dos Santos disse...

Acho que não percebi bem... Quem é o anormal que tem orgulho em ser branco? Realmente, dever ser por não poder ter em mais nada ;)
Foi numa manifestação? Estou um bocado a leste...

Ainda bem que visito o teu blog (não com tanta regularidade como gostaria...) ;)

Anónimo disse...

Esse comentário foi 10 !

10 em humanidade
10 em sabedoria
10 em inteligência
10 em humildade

Parabéns Autor

Silvares disse...

O Autor do texto é Rui Tavares e tem um blog intitulado "Pobre e mal agradecido" (faz parte dos links aqui ao lado direito).