sábado, março 31, 2007

Deixá-los falar e falar com eles


A maior e principal herança da Revolução de 25 de Abril de 1974 foi, sem sombra para qualquer dúvida, a total liberdade de expressão de hoje gozamos. Pensar livremente e livremente expressar o pensamento, eis o paraíso intelectual em que vivemos.
Esta liberdade só faz sentido se for total, se todos, mesmo aqueles que com ela convivem mal, tiverem espaço para fazer ouvir e sentir as suas opiniões. De outro modo não passará de liberdade parcial que é, a meu ver, uma máscara para a sua ausência, mera fachada.
Isto a propósito do "tal" cartaz do PNR a desejar boa viagem de regresso aos emigrantes que habitam em Portugal. Não vejo razão para se pretender proibir a afixação da mensagem. Não há um incitamento directo à violência nem imagens ofensivas, não vejo ali nada de especial a não ser a brutalidade habitual e a rasteirice do costume a que nos tem habituado o PNR. Mas brutalidade e rasteirice não são exclusivos desse partido. Antes fossem!
Na verdade, os auto designados "nacionalistas", tentam jogar com os sentimentos do povão. Demagogia barata é uma táctica utilizada por quem não pode (ou não consegue) argumentar em debate aberto. Uma pesquisa superficial na NET com o nome do líder do PNR leva-nos a blogs fechados, só para "sócios". http://insilencio.blogspot.com/ ou http://portugalpuro.blogspot.com/ são exemplos de lugares onde as conversas são secretas e, decerto, plenas de elevação. Evidentemente que estamos perante outro direito que assiste aos cidadãos "nacionalistas", as conversas em circuito fechado não são proibidas por lei (acho eu), mas gostava de poder perceber um pouco melhor quem são e o que querem. O facto de se esconderem desta forma configura uma atitude pouco saudável e a busca das sombras para trocar opiniões não augura nada de bom. Antes pelo contrário. Enfim, cada um vive como quer e, desde que não atente contra a liberdade dos outros, não está a violar nenhuma lei, embora este secretismo gere desconfiança.
Penso que a melhor forma de lidar com os "nacionalistas" é debater com eles à luz do dia as suas e as nossas ideias se bem que, por norma, um "nacionalista" seja uma espécie de fundamentalista e todos sabemos que fundamentalismo é sinónimo de fanatismo, o que dificulta qualquer diálogo.
Com tudo o que se tem dito sobre o "tal" cartaz já vem José Pinto Coelho, o líder do PNR, afirmar-se vítima de perseguição política. Isto é coisa que não interessa, já que ninguém persegue o rapaz, isso era o que ele queria!
Nem o "tal" cartaz tem importância suficiente para tanto alarido, nem o PNR parece muito interessado em nenhum tipo de debate democrático. Enfim, resta a todos os que prezam a liberdade de expressão acima de tudo deitar esta historieta para o caixote do lixo que é onde ela está bem e fica aconchegada. Que não seja pretexto para exercer repressão nem censura de opinião. Demagogia não é realidade, mas apenas a sua manipulação com o objectivo de fornecer ao mundo uma imagem distorcida para iludir os pobres de espírito onde quer que eles andem.

2 comentários:

O LEÃO DA ESTRELA disse...

O Partido Nacional Renovador tem todo o direito de se manifestar, sendo condenáveis as tentativas de destruição do “outdoor”. E nós temos todo o direito de afirmar que esses senhores fascistas do PNR não regulam bem da puta da cabeça.

Silvares disse...

Absolutamente e o seu contrário.
Temos de fazer valer os nossos pontos de vista.