segunda-feira, fevereiro 28, 2011

Oscarizações



E pronto, os Oscares foram distribuídos. O Discurso do Rei ganhou alguns, Natalie Portman levou o dela, Christian Bale levou o dele, os bonequinhos vão, finalmente, conhecer as suas novas moradas. Onde irão ficar? Numa prateleira? Numa vitrina? Numa gaveta? No sótão? Bem vistas as coisas, um Oscar, mesmo um destes bonequitos da Academia de Hollywood, é um bibelot, nothing else.

Acho curioso que algumas pessoas comuns (serão muitas?) , como tu e eu, tenham preferências, que torçam por este filme ou aquela actriz, que fiquem aborrecidos por não verem o seu talento preferido ser agraciado com a benesse de um boneco dourado. O Oscar poderá fazer com que alguém deixe de considerar um artista menos brilhante se não o levar para casa? Ao Oscar, não ao fã.

Da parte que me toca acho que foram muito bem distribuídos e penso que, caso tivessem sido outros a ganhar aquelas coisas brilhantes, teriam sido igualmente bem atribuídos. Resumindo, quero que os Oscares se lixem; um bocadinho, não completamente. Só um bocadinho.

O que eu quero mesmo é ver bom cinema. Com ou sem Oscar.

6 comentários:

Beto Canales disse...

Mas ele é bom, nem que seja pra ver a penélope Cruz e seu decote...

Anónimo disse...

hahahaha, eu estou com o Beto Canales, eu no caso para ver o senhor marido Javier Barden :)
madoka

expressodalinha disse...

Concordo.

Silvares disse...

Bom, o que por aí há mais são decotes e os respectivos maridos. Mas também os há uns sem os outros e igualmente interessantes.
:-)

Beto Canales disse...

Hehe.. Justo, Madoka.

claudio boczon disse...

difícil passar por oscarizações sem escoriações, mas os cães ladram e a caravana passa...