domingo, agosto 02, 2009

Muitas bolinhas




H1N1, H5N1 e Influenza (já não sei porque ordem)


Esta coisa do vírus H1N1 mete um bocado de medo. A forma como se está a alarmar a opinião pública com a contagem de casos confirmados de pessoas que contraíram a gripe mete medo. E mete medo porque, aparentemente, o alarme não se justifica por aí além. Em Portugal já foram confirmados 310 casos. A notícia é dada de uma maneira que parece uma coisa terrível. Mas poderiam dizer que 310 portugueses já estão imunes ao vírus ou então podiam enfatizar o facto de todos eles terem recuperado da infecção sem problemas. Podiam dar assim a notícia, mas não. Na TV os pivots dos telejornais sublinham os números fazendo aquela cara de cú que costumam afivelar para as situações mais problemáticas.
Nesta vertigem meio aparvalhada sou levado a perguntar onde anda o H5N1, o terrível vírus da gripe das aves que deixou o mundo de pantanas ainda não há assim tanto tempo quanto isso? E o velho vírus da "influenza"?
Tanta barulheira parece trazer um oceano no bico. A quem aproveitam estas situações de alarme paranóico? À populaçãozinha que anda para aí a bater mal da carola não aproveita nem um bocadinho. Alguém está a esfregar as mãos de contente e nem sequer se dá ao trabalho de as lavar como deve ser. Não precisa.


Nota: a propósito desta salsada aqui fica um link que poderá ajudar a espantar as aves de mau agoiro. Tem alguns dados interessantes e elucidativos sobre a questão.

8 comentários:

luisM disse...

Ó meu, é verão, está tudo a curtir as férias, o campeonato não começou, as estrelas estão preguiçosas para factos de cuscuvilhice parola, os políticos estão no bronze por aí, não tem havido catástrofes valentes, as bombas são em Espanha, o Saramago nunca mais morre, onde é que se pode pôr a mexer com o público? Com a gripe, para chatear o pessoal que quer ir de férias e fica a pensar que pode ter uma semana perdida de quarentena.

Que chatice, com as malas meio prontas para o Algarve e sabe-se lá se algum camone anda a distruir vírus em vez de emborcar umas cervejolas.

A nova gripe vai ser um dos motores do renascimento económico. Com a venda de vacinas, vai-se dar lucro a toda a gente e criar muitos postos de trabalho. Sejam os que adoecem a dirigir-se em bandos organizados pelas agências de turismo para os hospitais, como os que ficam de quarentena utilizando as playstation e os portáteis para os jogos ripados da net, como os que curam, devidamente enquadrados por uma legislação laboral mais flexível, que permite ir rodando os desempregados dos centros de emprego.

Pazinho, tens de encarar isto pelo aspecto positivo, não há nada que não tenha um propósito. E ele é sempre para nosso bem. É preciso é descobrir o "espírito da coisa".

luisM disse...

E os desenhos são bonitos, muito coloridos! Isso não é gripe, são bolas de gelado multi sabores!

Anónimo disse...

rs, geniais os seus comentaristas, muito bom.
Quanto a gripe H1N1 no Japão, houve alguns casos, nos aeroportos estão sendo checados os passageiros que chegam de fora.
É que aqui, a prevenção quanto as gripes ´comuns´, são efetivas nas escolas, consultórios, grande maioria usa máscaras, apesar de que no caso o H1N1, não adianta usar máscaras não é não? Li, que temos que lavar as mãos, várias vezes ao dia, se possível, e isso nas escolas as crianças já são instruidas o ano todo. enfim
boa semana
madoka

Silvares disse...

Luís, lá isso é verdade, "o espírito da coisa" continua a refugiado nas sombras que, no Verão, até são mais carregadas por força da força do Sol. O melhor mesmo é andar de um lado para o outro, fazendo figas que o H1N1 passe em sentido contrário. Se um gajo se esconde sentado é presa mais fácil para o bicho.

Madoka, o nosso problema, em Portugal, é que a maioria das pessoas acha que tem de ser o Governo a tratar de tudo, gripe A incluída. Se não se consegue combater o vírus com um decreto-lei que o meta na ordem, estamos tramados. Nunca estive no Japão mas é, de certeza, um planeta diferente deste aqui. O Luis M é um comentador com ideias muito coloridas, parece um vírus daqueles~
:-)

Eduardo P.L disse...

Silvares,

hoje foi enterrada uma garota de 15 anos, que morreu a bordo de um avião, voltando de uma semana de férias em Miami, com um grupo de amiguinhas. Foi tratada em hospital americano, medicada, e hoje enterrada! Filha única!
Mas o que temos a dizer sobre essas bolinhas coloridas, nós que estamos em pleno ( e este ano) rigoroso inverno, para nossos padrões tropicais, é que mata tanto ou menos que as outras gripes antigas. Nada mais ha fazer, do que ao te-las, nos tratar. Aqui só Indio são, morre de gripe! Ou quem morre de gripe porquew iria morrer de outra coisa, de qualquer forma!

Ogre disse...

Aaaattttchimmm

Ví Leardi disse...

... aqui as aulas foram adiadas pelo número de mortes crescente...no entanto as crianças em vez de irem à escola vão aos clubes e ou shopping centers..portanto é ter muita calma e não entrar em paranóia ...pois como bem diz o Eduardo esta gripe mata tanto quanto outra qualquer.E sabemos, vc tem toda razão, os jornais adoram dar a pior notícia... ...cuidemo-nos..pois o que mais podemos fazer?

Silvares disse...

Eduardo, se fosse dada tanta atenção à velha Influenza, a gripe normal, teríamos números bem assustadores comparados com os da H1N1.

Ogre, limpa o nariz.

Ví, cuidado, evidentemente. E fé na vida!