sábado, abril 12, 2008

Viva Ernst


Capa da edição portuguesa de A Mulher 100 Cabeças e duas ilustrações.
Max Ernst é grande.
A propósito sugiro um salto ao Blogue O Século Prodigioso, a Arte no Século XX.



7 comentários:

Shakadal disse...

See Please Here

Eduardo P.L. disse...

Max e JG são realmente GRANDES!

~C;-)) Bom domingo!

jo-ZZZZéi f. disse...

O Max E. era o MAIOR!, em criatividade, imaginação,...e tudo mais.
G E N I A L !!!

Jo-zéi F. disse...

os livros geniais e artísticos desta editora fora dos circuitos comerciais.
As ilustrações do Max Ernst foram executadas a partir de gravuras, que ele desmontava,(recortando e colando), criando assim novas imagens com teor surrealista. Esta era uma das técnicas utilizadas pelos artistas surrealistas.

Albino disse...

Oi Rui, tudo bem?
É só para te informar que cliquei no Here do Chakadal, e apareceu-me uma cena de virús. Não sei se foi por acaso, ou se é esse visitante que tem algum micróbio...
Um abraço.

Silvares disse...

Eduardo, tenho grande admiração por Ernst. A variedade de técnicas e temas que abordou ao longo da vida fazem dele um dos mais admiráveis artistas de todos os tempos.
Podes crer Jo-Zéi F., estamos plenamente no maior dos acordos possíveis!
:-)
Albino, bons olhos te poisem em cima compadre, quando vires "comentários" desses não lhes toques, normalmente trazem merda agarrada. Retirei aquela cena de escrever uma letrinhas para fazer entrar o comentário (como há no Acercadanet) para facilitar mas os comentários ficam à mercê desses macacos perigosos. Não vás "there".
Inté.

jo-zéiii disse...

Os livros da &etc são planeados e elaborados na cave, estes é que são mesmo underground(debaixo de terra).