sexta-feira, fevereiro 16, 2007

Democracia é coisa do Demo?

Estamos com a cabeça mergulhada na sanita e não há quem puxe o autoclismo!
Ele é a Câmara Municipal de Lisboa, o Jardim a falar em colhões publicamente e um gajo que andou supostamente a gamar na gestão das contas correntes do próprio Supremo Tribunal! Esta merda mete dó!!! E nós temos razões de sobra para ficarmos deprimidos. Sim, porque apesar de ninguém enfatizar o assunto o que parece ser um facto é que o desemprego em Portugal aumentou brutalmente e o Sócrates tinha andado a agitar a bandeirinha da redução do desemprego durante a campanha eleitoral que o guindou ao poleiro onde tem andado a cantar como se fosse capão de peito feito.
Tudo isto é de fazer chorar as pedras da calçada. Somos governados por tipos sem pingo de decência, que roubam à descarada e ainda gozam (olhai Fontão, o... ***rão) e respondemos a tudo isto com uma indiferença civil capaz de fazer sorrir a caveira do Salazar. O que andamos nós a fazer da Democracia?
A demissão da maioria dos cidadãos quando chega a hora de votar (o referendo de passado dia 11 não é o caso mais preocupante, a coisa tem contornos mais vastos), a indiferença perante vigaristas confessos, a incapacidade do nosso sistema de se auto-regular, tudo isto leva à pergunta que titula este post.
Sinceramente, caros compinskas, estou a deitar por fora e salta-me a tampa, não tarda.
Foda-se esta merda.
O que vale é que Carmona continua alapado ao lugar porque está de consciência tranquila. Benditos os que têm consciência tranquila... sinceramente!!!

2 comentários:

intruso disse...

atolados na merda,
na mediocridade.
Cada um com a sua vidinha (e a gamar o próximo...)

Maralto no Oriente disse...

Por essas e outras `e que me pus a andar...
Enquanto esses cabroes governarem a quinta desta maneira nao volto.
Este nao `e o pais que deveriamos ter nesta altura.
Abraco