segunda-feira, setembro 19, 2011

Lixo do céu

Toda a gente sabe que os valorosos gauleses apenas temiam uma coisa: que o céu lhes caísse em cima da cabeça! Esta era uma das piadas que Goscinny inventou para nos divertir com a ingenuidade de Astérix, Obélix e demais companheiros e nós sorríamos; como era enternecedora esta ideia escanifobética, o céu a cair em cima da cabeça de quem quer que fosse? Não me lixem.

Mas a verdade é que o mundo contemporâneo, supertecnológico, superdesenvolvido, super tudo e mais alguma coisa, transformou o temor dos gauleses em algo a ser levado a sério. A notícia de que um satélite vai cair na Terra entre quinta-feira e sábado em local desconhecido (ler aqui) é algo que já não surpreende ninguém. A queda de pedaços de lixo espacial que mais ou menos se desintegram quando entram na atmosfera do nosso planeta é coisa corriqueira.

Diz a notícia que "a probabilidade de alguém ser atingido e morrer devido à queda do UARS (é este o nome do bicho que vem por aí abaixo) é de um em 3200, menor que 0,05 por cento". OK, a probabilidade é baixa mas... existe, é um facto.

Talvez fosse disto que Astérix tinha medo ou talvez fosse de outra coisa. Alguma coisa menos racional mas igualmente perigosa e improvável. Os deuses são o que são e o lixo espacial também.

2 comentários:

expressodalinha disse...

A gravidade é muito chata. Mas tb se não houvesse...

Silvares disse...

Se não houvesse gravidade era tudo leveza...

:-)