quinta-feira, outubro 07, 2010

Sonho de fim de dia de trabalho

É em dias como este, quando chego a casa cansado após um dia de trabalho, que sinto verdadeiramente o drama dos que estão desempregados. Mais do que não ter dinheiro imagino o sofrimento atroz de não ter que fazer nem poder sentir-se útil. Nestes dias cresce em mim o desprezo por aqueles que exploram o trabalho alheio. A esses...

6 comentários:

Eduardo P.L disse...

Rui,

seu texto é no mínimo ambíguo!
Se não há emprego, sofre quem não os tem!
Se há, o empregador é tachado de explorador!
Como ficamos?
Há dias, que o melhor, é chegar em casa, e não filosofar...srsrsr

Anónimo disse...

mais valia neles. Capitalismo selvagem.
Então, aqui desde 2008, a comunidade brasileira sofre com o desemprego. Mil e tantos foram embora para o Brasil com o incentivo do governo japa que oferecia em torno de 3 mil dólares para os 'bota fora'.
Bjs
madoka

Eduardo P.L disse...

Madoka,

Qual a outra alternativa, ao Capitalismo?

O socialismo cubano? O chinês?

Só a EDUCAÇÃO e a CAPACITAÇÃO profissional dará aos indivíduos condições melhores de trabalho. Não há mágica, nem regime que acabe com desemprego, infelizmente!

O "método"" japonesa é caro, e talvez não "resolva o problema", transferindo desempregados de um lugar para o outro.

Haverá sempre mais gente, do que postos de trabalho na terra! Sempre foi assim! Agora com uma média de vida mais longa, e índices de natalidade maiores, mortalidade menores, o problema só tende a se agravar!

Silvares disse...

Eduardo, eu falei dos que exploram o trabalho alheio. Por estes lados quando falamos em "explorar o trabalho dos outros" significa que se trata de alguém que não paga salário justo ou não paga nada, simplesmente. E olha que há por aí muita gente com salários em atraso, gente que só trabalha, não recebe. Claro que tem de haver patrões e empregados. Nada contra quem paga o que deve!
Apesar do olho cansado ainda dá pra uma filosofiazinha de trazer por casa.
:-D

Madoka, aqui em Portugal a barra está pesada e já há também programas para pagar o bilhete de avião a quem queira regressar ao país de origem. Muitos brasileiros estão regressando ao Brasil!

Eduardo, nunca se produziu tanta riqueza mas parece que se esqueceram de desenvolver os métodos de distribuiçõa. É "apenas" um pormenor do sistema capitalista.
:-(

Eduardo P.L disse...

Rui,

agora, tudo bem explicadinho, entendi! Sou meio lento, mesmo!
Estamos totalmente de acordo no tocante aos exploradores do trabalho alheio. Acontece que não é exatamente só no capitalismo que isso acontece. Nos países comunistas o ESTADO é o maior explorador! É um crime explorar o trabalho dos outros! E nesse sentido estamos de acordo!
As riquezas hoje em dia estão nas mãos dos ESTADOS, que arrecadam através de impostos e fazem mau uso desses recursos. Os patões, empresários, aqueles que geram empregos e riqueza, também estão se queixando de suas pequenas margens de lucro. Aqui no Brasil 36% de tudo que se ganha vai para o governo.
E claro, quem sofre mais e primeiro são os desempregados!

Silvares disse...

Não sei se são os estados os principais glutões desta histórinha de terror. As grandes empresas multinacionais bem podem se queixar que não comovem ninguém.
;-)