sábado, fevereiro 13, 2010

E se...?


"Homens que matam cabras com o olhar" é um filme correcto. Em termos narrativos tem a limpeza dos clássicos, visualmente apresenta uma correcção formal assinalável e os actores representam estranhas personagens com a naturalidade de quem bebe um copo de água. Tudo no devido lugar, portanto. Fez-me pensar nas comédias desconchavadas dos irmãos Cohen mas com mais sentido.

Uma espécie de comédia, diria, com mais pontos de contacto com uma triste realidade do que seria de esperar. E se houvesse algo mais do que aquilo que estamos formatados para acreditar? Uma questão velha como o mundo, para a qual é quase impossível encontrar uma resposta satisfatória. Sim, porque se desvendarmos o impossível e o maravilhoso o mundo perderá a capacidade de nos fazer sonhar.

A ver, sem problemas.

4 comentários:

peri s.c. disse...

Comédia, pelo menos no cinema.
Argumento retirado de um livro do reporter Jon Ronson.
Mais assustador do que parece.
De uma crítica do jornal Estado de São Paulo : " O reporter garante ser tudo real, até mesmo o general Albert Stubblebine Jr III, chefe da Inteligência americana, com 16.000 soldados e com a estranha - e frustada- mania de atravessar paredes com o poder da mente. Basicamente essa é uma das etapas obrigatórias na trajetória dos paranormais . Eles tentam alinhar partículas subatômicas de seus corpos com as do espaçõ onde se encontram; Parece coisa de Flash Goordon, mas Ronson conta em 16 capítulos como esse treinamento, aprovado no governo Bush ...."

Silvares disse...

Peri, não li o livro de Jon Ronson mas ouvi falar. O filme deu para trocar umas ideias com a minha filha de 16 anos sobre como podemos encontrar loucos alucinados nos lugares de maior responsabilidade, seja onde for. Este mundo é mais colorido do que, por vezes, conseguimos reparar!

Anónimo disse...

Obrigada Prof. Silvares, estava com bastante vontade de ir ver este filme, só precisava de um empurrão.Já tá

Street Doll disse...

Tenho de ver este filme, sem dúvida. Só o título dá-me vontade de rir...imagino o conteúdo. :)