sábado, outubro 24, 2009

Deixa-me entrar


Foi a minha filha quem me chamou a atenção para este filme. Mostrou-me um trailer no Youtube e a curiosidade lá ficou, guardada e esquecida. Até hoje.

Passei na FNAC pela manhã decidido a comprar um DVD para ver durante o dia que se me anunciava indolente. Vasculhei nas prateleiras, deixei que os olhos cirandassem pelos títulos, uma outra imagem prendeu-me a atenção. Já tenho alguma dificuldade em ler as sinopses nas costas das caixas, têm letrinhas tão pequeninas que nem com óculos consigo perceber patavina. Talvez com umas lentes mais potentes... até que parei defronte a este "Deixa-me entrar" e a tal memória deslocou-se, calma e seguramente, lá do fundo escuro da minha mente e parou com elegância debaixo de uma luz pouco branca, o que me fez pegar imediatamente no DVD. E vim para casa.

A Eva (a minha filha) ficou radiante. Depois do jantar reunimos toda a família diante da TV e demos início à sessão. No final; deslumbramento e excitação. Tínhamos visto um daqueles filmes que, como diz o Beto Canales, entra direitinho na lista dos 10 melhores filmes de sempre, embora essa lista tenha para aí uns 110 filmes ou mais.

O filme é sueco. A sonoridade da língua tem aquele ritmo estranho que, em "Deixa-me entrar", se torna quase encantatório. É uma obra de arte como só no cinema podemos encontrar. Os planos e as sequências têm uma solidez pictórica extraordinária e o argumento é simplesmente genial. Ainda estou meio a pairar no ar.

8 comentários:

ovelha.negra disse...

Li o teu post, fui a correr ver o trailer e estou mortinha para ver o filme. Desde o 'pequeno vampiro' que acho estes seres simplesmente fascinantes.

E estava-me agora a lembrar da agressividade implacável dos do '30 dias de escuridão' e da doçura que estes (ou este) parecem ter pelo trailer. Se calhar só parecem.. Vou ver.

Eduardo P.L disse...

Que delícia esses achados! E a Eva promete!!!

Lazpa Cllis disse...

Pois... eu também já tinha ouvido falar deste filme no blog do Markl há uns meses atrás parece que é mesmo fantástico, vou ver se descubro isto para ver. Um abraço.

Lina Faria disse...

Gosto de terror inteligente e trash, ao mesmo tempo. Verei...

Caçador disse...

Eu vi no cinema ah ah. E pergunta lá à tua filha se não foi o meu puto quem lhe falou no filme...
Também fiquei assim, a pairar, é fantástico. Ao mesmo tempo uma recreação, mas com os elementos clássicos que reconhecemos e já interiorizámos.
Um must.

Silvares disse...

Ovelha Negra, lá no fundo todas as boas histórias de vampiros são histórias de amor.

Eduardo, o futuro promete. Sempre.

Lazpa, a frase promocional na capa do DVD é do dito Markl. Vê que vale a pena.

Lina, neste caso nem se pode falar bem em terror. É demasiado... estranho.
:-)

Caçador, um must, de facto. É um filme com uma "personalidade" muito forte e individualizada.

Ví Leardi disse...

...é para já !!!!Depois volto...!

Sandra disse...

Não conheço e filme...
Mas como é bom quando nossos filhos possam nos proporcionar também alguns momentos bons em relação a filmes...
eles também tem excelentes escolhas.

Pena que vc. não postou no bloggincana. Fiquei aguardando bem curiosa mesmo. Quem sabe numa próxima. Fica aqui uma braço da Curiosa e do Blog uma interação de amigos. quem sabe vc. ainda vai participar...
sei que és uma pessoa muito ocupada. Mas quem não é!!!!
Um bom dia para vc. amigo e até .
Sandra