sexta-feira, março 07, 2008

Amanhã há Marcha!

Amanhã é dia de ir à rua mostrar a estas personagens que não estamos aqui para lhes aturar as brincadeiras de ânimo leve.

A Sra. Ministra parece começar a piar mais mansinho. Parece que quer explicar às pessoas as políticas que tão denodadamente defende com mais unhas que dentes. Mas a coisa não lhe sai bem. Ela não sabe conversar, não tem arte para o debate. Mesmo a mandar ela é fracota. Faltam-lhe competências essenciais. Entre as competências que nítidamente lhe falecem podemos incluir o bom senso, elemento essencialpara manter uma conversa civilizada e decente. Quando a contrariam, a Sra. perde logo a compostura. Fica coraducha, cerra a fineza dos lábios e muda para o olhar matador. A pertir daí, desviem-se que aqui vai disto.

Já o Sr. Secretário surge nesta imagem comosurge sempre. Em fundo, como quem não quer a coisa. Se fala só diz enormidades. Se está calado está a pensar que devia falar. Uma lástima.

Todos juntos (falta aqui o 3º elemento desta santíssima trindade) não chegam a fazer um. Valem muito pouco. O problema são os lugares que ocupam. Aí, apesar do pouco que valem, conseguem fazer muita mossa.

Por essas e por outras amanhã vou estar na marcha. Eu e muitos milhares de colegas e cidadãos fartos de tanta prepotência incompetente. Só para mostrar a esta gente que a impunidade não dura eternamente. Chega o dia em que vão ter de prestar contas.




2 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Silvares,

boa marcha. Mesmo nunca tendo sido professor( e sempre mau aluno), iria participar!

Forte abraço e sucesso na luta!

Jorge disse...

Concordo com tudo o que disseste, exceptuando a parte final. Nunca prestarão contas. Terão sempre um lugarzinho, mais ou menos discreto, mais ou menos distante das decisões políticas, talvez em administrações de Universidades privadas, no Parlamento Europeu ou em algum instituto próximo do governo. E com certeza não terão problemas de consciência provocados por todas as asneiras que estão a fazer. Para que isso acontecesse, seria necessário que a tivessem. Amanhã lá estarei.