sexta-feira, janeiro 18, 2013

Este reino

A China deixa muitos economistas a babarem-se quando olham os gráficos que indicam o seu forte crescimento económico. Já não bastava à China ser uma espécie de outro mundo dentro deste mundo, ainda tinha que ameaçar destronar os EUA do topo da lista dos países mais ricos do mundo.

Fala-se em milagre económico quando se fala da China? Que os EUA não são milagre nenhum toda a gente já percebeu. Aliás, por alguma razão os Polícias do Mundo, os Paladinos da Democracia, e etc, e tal sempre se recusaram ratificar os acordos climáticos internacionais. Era necessário proteger a indústria, ao que parece. Na China está a passar-se algo (muito) vagamente semelhante, é preciso apostar na indústria e no desenvolvimento económico...

Estas apostas implicam o desdém pela qualidade ambiental. É assim mesmo, não há meio termo. Portugal vai ser processado pro Bruxelas por incumprimento das normas europeias relativas à poluição atmosférica e, no entanto, tem uma indústria moribunda, quase patética. Como pode competir comercialmente com países onde não há regras a este nível? Como pode a Europa competir com a China e os EUA? Não pode.

Ficamos a saber que, neste reino de Deus, os que tentam manter o planeta em condições um pouco menos infernais, estão condenados ao desastre económico. Caso tivéssemos dúvidas ficamos a saber que a economia devora o planeta. O bem-estar da espécie é, afinal, o quê? Consumir? Parece que sim, até à destruição total.

Estamos fritos (ou talvez estejamos cozidos, não sei bem).

9 comentários:

rui sousa disse...

No outro dia estava a ler um artigo sobre Chernobyl onde referia que depois do acidente até hoje a região ficou quase deserta de pessoas ( apenas ficaram por lá uns malucos e velhos que se recusaram a sair ). Acontece que nos últimos anos os animais começaram a ocupar a região ( lobos, águias, veados, etc.. ), porque encontraram ali um lugar onde não eram perseguidos. De repente aquilo tornou-se numa enorme reserva animal, um sitio calmo, uma verdadeira selva. Estou a pensar seriamente mudar-me para lá, tem ar puro, natureza quanto baste. A radioactividade, se é que ainda existe, não se deve dar muito por ela. Enfim, não devia estar a espalhar esta notícia aqui pelas redes sociais, se calhar quando lá chegar já tenho uma cidade de chineses à minha espera.

Silvares disse...

Rui, essa perspectiva é bastante romântica. Mudar para Chernobyl... talvez até seja boa ideia. As imagens que vão chegando dessas bandas são de uma beleza extrema na forma como retratam a retirada dos seres humanos e a decadência dos sinais da sua passagem. Decerto um destino turístico de sucesso, neste reino do triunfo económico!

Li Ferreira Nhan disse...

Por aqui Rui, estamos indo...
Para o brejo.
As normas para o controle da poluição na industria são severas e necessárias.
Esta cada vez mais impossível sobreviver com os chineses proliferando como moscas varejeiras.
Temos uma fundição, uma das últimas sobreviventes na minha cidade. E sabe-se lá até quando.
Enfim, estamos fritos? Cozidos?
Acho que estamos fo - - - - s!
:/

Ana Bailune disse...

Eu não queria morar na China. De jeito nenhum, nem que fosse para eu me tornar muito rica.

expressodalinha disse...

E agora, depois do 18º Congresso Comunista Chinês, com a "eleição" de um novo presidente, esperam-se mudanças. Quais, não sabemos... mas, seguramente vamos pagar caro os Acordos da OMC que foram celebrados na perspectiva de conquistar o mercado chinês. O resultado está à vista.

Silvares disse...

Li, China, Portugal, Brasil ou mesmo a Mordóvia, ou Cristo regressa ou envia um representante credível, caso contrário é como dizes: estamos f*****s.

Ana, a riqueza é variável. Dizem que sem saúde nada mais vale nada. Saúde, amor, paz, sei que isto parece conversa de candidata a Miss Universo mas é o que realmente vale e não está cotado em bolsa.

Jorge, na minha vaga perspectiva desta coisa, os únicos conquistadores do mercado chinês serão, a breve trecho, os chineses...

Eduardo P.L disse...

Realmente penalizar a Poluição, eventual, de um Portugal, e não da USA ou China é uma piada.

Silvares disse...

Eduardo, este mundo tem um sentido de humor muito especial...

Eduardo P.L disse...

Rui, seu HUMOR foi parar no cabeçalho Rotativo do Varal...srsr