sexta-feira, dezembro 31, 2010

2010... 11


De que andas tu à procura quando não procuras nada?
Há, na tua cabeça, ecos de coisas que te esqueceste de pensar.
Amanhã é um novo ano, coisa de calendário.
Que te seja leve, é o meu desejo.
Beijos e abraços.

7 comentários:

Anónimo disse...

rui,
só os poetas pra traduzir, então vou de Drummond:

"Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial.
Industrializou a esperança
fazendo-a funcionar no limite da exaustão.
Doze meses dão para qualquer ser humano
se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra
vez com outro número e outra vontade de acreditar
que daqui para adiante vai ser diferente...
Para você, Desejo o sonho realizado.
O amor esperado. A esperança renovada.
Para você, Desejo todas as cores desta vida.
Todas as alegrias que puder sorrir.
Todas as músicas que puder emocionar.
Para você neste novo ano,
Desejo que os amigos sejam mais cúmplices,
Que sua família esteja mais unida,
Que sua vida seja mais bem vivida.
Gostaria de lhe desejar tantas coisas.
Mas nada seria suficiente...
Então, desejo apenas que você tenha muitos desejos.
Desejos grandes e que eles possam te mover a cada
minuto, ao rumo da sua FELICIDADE!!! "

Feliz Ano Novo !!!

beijinhos até 2011

Anónimo disse...

cabeça minha, esqueci de assinar o poema do Drummond que ganhei de uma amiga virtual e te repassei.
tudo de bom pra ti e família
madoka

Eduardo P.L disse...

Rui, leve, não sei, mas cada vez mais rápidos, tem sido!!!! srsr

Christi... disse...

Leve..sempre é possível sim..
feliz 2011 !
bjs,
Chris

Anónimo disse...

Ao que me parece, assim à 1ª Vista, este BLOG é um BLOG de Intervenção, que recupera um certo gosto vanguardista.

Silvares disse...

Mdoka, obrigado pelo poema.
Bom ano novo.

Eduardo, leveza e rapidez, são coisas boas!
Bom ano novo.

Christi, bom ano para si também.

Anónimo, talvez seja o que dizes.
Bom ano novo.

Nenúfar Cor-de-Rosa disse...

Quando não procuras nada tudo encontras, quando procuras normalmente, não "achas"!!

Insustentável leveza do ser é o que se quer e deixa-te fluir pelo ano fora...pode ser que assim tão leve a vida te conduza exactamente para onde tens que ir (se é que tens que ir a algum lado e chegar a algum lugar)!

Um Excelente Ano 2011 e obrigada pelos sacos de pano com o lindo logotipo (cheio de significados) que tanto jeito me dá qdo vou buscar livros para os meus filhotes, à biblioteca de Almada (hehehe).