sábado, setembro 11, 2010

The Man


Noite de 10 de Setembro de 2010, Leonard Cohen actuou ao vivo no Pavilhão Atlântico, em Lisboa.

É um homem com 76 anos que lidera a banda. Um homem com o dom da uma voz dourada, como diz a canção "The Tower of Song".

O som, o concerto, perfeito.

Ele ajoelha-se com frequência para cantar e agradece aos seus músicos e ao público com profundas e sentidas vénias, descobrindo os cabelos brancos. Há uma nova pele para uma cerimónia antiga.

A coisa funciona como uma espécie de banho perfumado em água tépida. É lindo. Foi lindo.

Há coisas que ultrapassam o óbvio.

6 comentários:

Anónimo disse...

sério que vc viu show do Leonard Cohen?
eu conheci o trabalho dele , recentemente e fiquei encantada pelas canções e voz.
E a história dele é incrível.
tô esperando a turnê dele por aqui, será que vem?
e belo texto, como sempre, mandou bem Rui.
beijão
madoka

Eduardo P.L disse...

"Há coisas que ultrapassam o óbvio".
Caso essa frase não definisse perfeitamente Leonard Cohen, por si só seria lapidar!

Silvares disse...

Sério mesmo Madoka. Ouço a música dele desde muito jovem mesmo (eu, ele nem tanto:-). Tive a sorte de o conhecer através do meu irmão (mais velho:-) e nunca mais o perdi de vista (apenas quando ele desapareceu...)

Eduardo, este homem é imortal.

Beto Canales disse...

Poxa.... Muito legal

Beto Canales disse...

Poxa.... Muito legal

MUMIA disse...

...e o concerto durou 3 horas...???
que fôlego!!