quinta-feira, dezembro 03, 2009

Profecia




Qerem fazer-nos acreditar que depois de Cristo e Maomé terá passado o tempo dos profetas. Estou em crer que isso não é puto verdade! Ao visitar o Photomelomanias dei com este post e o primeiro clic deixou-me deslumbrado. É uma palestra extraordinária de Aldous Huxley que mostra como se constrói uma profecia: com atenção aos pormenores do mundo que nos rodeia e uma grande dose de inteligência que, nestes casos (será apenas nestes casos?), é o mesmo que imaginação.


Caramba, apeteceu-me mesmo correr para casa e abrir a minha edição de Admirável Mundo Novo. Já nem me lembro quando li aquilo mas tenho a vaga impressão de que foi um dos livros que ajudou a alicerçar a minha personalidade. (para compreender alguma coisa do que acima fica registado é imprescindível ir ao post do Photomelomanias experimentar aquele tal (este) 1º click)

6 comentários:

Eduardo P.L disse...

Grande Aldous Huxley, e grande livro, " O Admiravel..." que também muito me influenciou!

Caçador disse...

Vou já a correr...

peri s.c. disse...

Já fui lá ver, oops .... cad~e o livdo? cadê o livro ?

Silvares disse...

O livro... onde está o livro? Já está na minha mesinha de cabeceira. Esta edição tem uma letra tão pequenina que nem com óculos consigo ler como deve ser.

expressodalinha disse...

Li quase todos os livros de Huxley entre os meus 18 e 25 anos. Depois disso reli alguns, nomeadamente este. São livros fantásticos. Quem os têm como referência faz parte de uma irmandade. Este post recorda algo que me esqueci quando andei por aí a falar da blogesfera: o poder está por todo o lado e dar-nos prazer é controlar-nos. A contrario não sei bem onde é que vamos parar. Sabes?

luísM disse...

Matematicamente não me parece que o Mundo Novo seja possível como é ilustrado por Huxley. Não se consegue controlar o acaso e o indeterminado. Tenta-se, mas não se consegue. Só quando a oligarquia for igual a Deus. Nenhuma oligarquia conseguirá aproximar-se disso. O homem talvez...