segunda-feira, agosto 12, 2013

Pensamento à beira-mar

Tantas certezas sobre como as coisas são e não são, podem plantar no teu peito sementes de amarga angústia. Não lhes desejes as flores, muito menos lhes queiras provar os reluzentes frutos.

4 comentários:

Jorge Pinheiro disse...

Estamos na fase do mergulho... de cabeça (ou será 100 cabeças?)

Silvares disse...

Vai tudo dentro!
:-)

Eduardo P.L. disse...

Filosofar é preciso. Gostei do novo retratinho.....

Silvares disse...

Eduardo, filosofar é essencial.
:-)
O bonequinho antigo desapareceu do blogue, não sei porquê, então coloquei este, que já tinha andado pelo Facebook (há quanto tempo não vou ao Facebook...)e agora aproveitei para preencher o buraco que ficara no lugar da foto.