quarta-feira, julho 31, 2013

3 clics

Onde vamos nós desencantar motivos de alegria e sossego? De súbito tudo se encaixa suavemente, as peças perfeitas na adaptação das suas às formas das outras. Clic, clic, clic, fazem elas baixinho e depois... silêncio, sempre que encontram a posição absoluta, o seu lugar na perfeição do mundo.

Clic, clic, clic, fazem as peças a encaixarem-se umas nas outras, ajudando o Universo a ser um pouco menos absolutamente caótico, as peças atenuando o caos nos seus clics delicados.

Como dei eu com esta visão reconfortante? Como cheguei a este momento adocicado, lamechas, mesmo? Eu sei como foi. Isto aconteceu-me hoje o dia inteiro. Encontrei este lugar que não é físico, uma perfeita conjugação de factores, como se vivesse a glória súbita de ter descoberto uma fórmula matemática habitável. Mas isso... fui eu que encontrei.

Onde irás tu desencantar os teus motivos de alegria e sossego, caro leitor? Problema teu. Poderia levantar um pouco o véu sobre o local e a companhia que compõem este meu momento paradisíaco mas nada garante que funcionasse contigo da mesma forma.

Sei que cada um de nós vive permanentemente às portas do inferno. Disse um filósofo que "o inferno são os outros" mas, sempre te vou dizendo: os outros também poderão ser o paraíso.

6 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Gosto quando o tom da crônica, da reflexão, é otimista.

João Menéres disse...

Se o infersão os outros, eu sou muito inferno...
Fiquei a conhecer-me !

Um abraço.

the dear Zé disse...

isso com umas imperiais... ui...

the dear Zé disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jorge Pinheiro disse...

Cada um tem a felicidade que consegue...

Silvares disse...

Amigos, após umas pequenas férias à beira do mar, a queimar a careca, estou de volta. Grato pelas vossas palavras, como sempre.