quinta-feira, julho 25, 2013

Mundo de aventuras


Os "outdoors" publicitários não mentem: o mundo é para as pessoas bonitas, as pessoas perfeitas. O cabelo sedoso, a pele limpa, os dentes correctamente alinhados em fileiras a fazerem lembrar uma parada militar de soldadinhos brancos, puros, brilhantes como as estrelas no céu.

Na TV os apresentadores sorriem sempre, rebentam de felicidade e oferecem coisas aos telespectadores que telefonam. O ritmo a que falam deixa sem respiração os mais resistentes: tomem lá dinheiro, tomem lá prémios, tomem lá felicidade! Tudo parece bem, tudo parece a caminho da perfeição.

A artificialidade tornou-se mais real que a substância. Quero aqueles "jeans", quero aquele perfume, quero aquele corpo!

Envelhecer é uma doença. Ser velho não está na moda. Compre o creme milagroso, acabe com as rugas. Faça o implante de cabelo, engane a calvície. O mundo oferece-lhe o milagre do rejuvenescimento, só tem que ter dinheiro disponível.

Longe vão os tempos dos aventureiros que arriscavam a vida em busca da Fonte da Eterna Juventude nas profundezas de selvas impossíveis. Agora, para beber da água dessa Fonte, só precisa de um computador ou de um telemóvel de última geração. E uma conta bancária recheada.

5 comentários:

João Menéres disse...

O retrato perfeito do pequeno ecrã !

Um abraço.

Eduardo P.L. disse...

Rui, você é o meu cronista favorito.
Vou escrever no seu e-mail para mais um convite. Parabéns pelas suas deliciosas, oportunas, francas e às vezes, muito bem humoradas crônicas.

Li Ferreira Nhan disse...

Rui envelhecer é uma porcaria (pra não dizer um palavrão a altura). Falo por mim.
Tudo, mas tudo cai. Só a gengiva sobe; um horror!
Caminhar torna-se um martírio, os pés e os tornozelos incham.
O fígado fica seletivo e mau humorado; nada de qualquer bebida ou queijo. Embutidos nem pensar! Tudo da gastura e vômitos.
E paro por aqui pra não chegar nos assuntos de foro íntimo; ninguém merece...

Olha, isso não tem nada a ver com vaidade. É um pesadelo!


expressodalinha disse...

A "beleza" está cada vez mais na moda. E, no entanto, cada vez vemos mais obesidade e distorções físicas. As pessoas são já de duas classes: os belos e os feios. A "beautiful people" sempre foi um conceito existente na nossa sociedade. Está em evolução. Nos últimos tempos, assistimos a um fenómeno de trazer para a ribalta a "ugly people", os gordos, os deformados, etc. As televisões tentam dar-lhes protagonismo... e beleza. Este, sim, é um fenómeno interessante.

Silvares disse...

João, o pequeno ecrã é, por vezes, demasiado grande.

Eduardo, grato pelas suas palavras.

Li, a juventude também não é um mar de rosas (se bem me lembro...)

Jorge, o fenómeno que referes é, de facto, interessantíssimo.