domingo, outubro 30, 2011

E a Islândia, pá?

Andamos para aqui todos às marradas nas notícias sobre a crise do euro, procupados com a dívida, a pagar juros pornográficos aos amigos que nos emprestam dinheiro, andamos tão aflitos que nem temos reparado que as notícias sobre a Islândia são mais raras que gajos honestos numa secretaria de estado.

Basta fazer uma pesquisa no google sobre notícias escritas em português que tenham a Islândia por tema nos tempos mais recentes. Coisa rara. Ficamos a saber que uma islandesa mijou em público (até tem direito a vídeo) e pouco mais, além de uma balelas sobre desporto. Notícias relevantes sobre a evolução da situação económica daquele país parecem não existir.

As agências noticiosas não se interessam por esse tema? Seja lá o que for, a Islândia parece ter sido tragada pelo mar, parece ter deixado de existir. Há aqui qualquer coisa de incomodativo ou então sou eu que sou preguiçoso demais para encontrar notícias específicas sobre a crise islandesa.

6 comentários:

Zé Marreta disse...

Ou então as 2 placas tectónicas afastaram-se tanto que a Islândia passou a 2 países...

Saudações do Zé Marreta.

luísM disse...

Silvares, estás fazendo uma pergunta, implícita, só para a gente abrir a goela e desatar a praguejar. As notícias que interessam hoje em dia são as que procuram convencer-nos que não há alternativa senão amochar. Que a via política e económica é a de pagar a dívida pública a qualquer custo, não valendo a pena pensar na inevitabilidade do assunto. Mesmo que não concordemos, devemos consciencializarmo-nos que é mesmo assim, logo não vale a pena agir como os gregos. Fazem greve, enchem as ruas mas são uns incompetentes que não produzem riqueza. Nós portuguesitos, não, vamos bem lançados, somos elogiados pelo programa rígido e sovina do governo. Não produzimos riqueza tal como os outros, mas somos humildes e bons prestadores de contas. Todas as notícias que possam confundir um pouco esta perspetiva são inconvenientes, ainda dariam ideias que pudessem gerar perguntas incómodas. Logo, nunca poderão ser cacha de jornal nem de telejornal.

Além disso a Islândia é uma ilha, o frio isolamento causa perturbações psicológicas, nós não poderíamos perceber as ideias estranhas desses tipos do gelo. Seria uma perda de tempo continuar com notícias sobre tão exótico povo.

Silvares disse...

Zé, Islândia... Islândia, estou com dificuldades em lembrar-me do que isso é: Islândia!?

Luís M: não te perguntas também sobre esta pergunta?

expressodalinha disse...

Defacto não se sabe nada. Agora só dá o referendo grego!

Silvares disse...

Mais um factor potenciador do MEDO!

the dear Zé disse...

A Björk tem um disco novo, chama-se "Biophilia" e recomenda-se.