quarta-feira, fevereiro 15, 2012

Babel espacial

Quando li a notícia que relata a incapacidade económica dos américas para enviarem a sonda ExoMars Trace Gas Orbiter para o espaço exterior compreendi tudo! A crise económica faz parte de um implacável plano divino. Ora nem mais!!!

Toda a gente conhece a história da torre de Babel, um projecto megalómano que pretendia aproximar o reles ser humano da magnificência divina. Tal soberba foi severamente punida por Deus, uma espécie de tirano irascível na versão do Antigo Testamento, um gajo intragável e mais belicista que um presidente americano em ano de eleições. A mania de elevar a dita torre até onde parecia humanamente impossível acabou por estar na origem das diferentes línguas com que, por exemplo, os europeus actuais se desentendem.

Foi pior a emenda que o soneto! Deus arranjou-a bonita, ao impedir o entendimento harmonioso entre os seres que inventou, à Sua imagem e semelhança. A confusão que gerou com o Seu gesto despótico está à vista de toda a gente. As dificuldades de comunicação geram miséria, guerras e devastação, coisas que parecem aproveitar muito mais ao Demónio mas, enfim, os desígnios do Senhor são insondáveis.

Volto então ao primeiro parágrafo deste post. Tal como no tempo em que os seres humanos tentaram elevar a torre de Babel, agora pretendiam explorar o espaço entre as estrelas, aproximando-se dos territórios privados de Jeová. Este não está de modas e aplica-nos um correctivo semelhante; no passado castigou-nos com a confusão linguística, no presente enviou-nos a confusão económica e cambial que impedirá o lançamento de mais engenhos para o espaço, durante algumas décadas, talvez mesmo durante muitos séculos!

Resumindo e concluindo: estamos a pagar bem paga a vaidade que desenvolvemos ao confiar cegamente nas nossas capacidades criativas ao serviço de uma curiosidade pecaminosa. Não temos nada que ir meter o nariz para lá das fronteiras que o nosso entendimento nos permite ver (compreender já é outra coisa). Se não tentássemos ir para o espaço decerto que Deus nos deixaria viver em harmonia com as ovelhinhas e com as sardinhas e os periquitos. Assim, enviou-nos uma praga ainda mais farçola que as Sete Pragas do Egipto e a gente que aguente.

Pode ser que, com o recuo do programa espacial norte-americano, as coisas voltem a entrar nos eixos e Jeová se mostre um pouco mais meiguinho. Deus nos perdoe e assim o permita.

9 comentários:

cidadão exemplar disse...

ámen

banzai disse...

pra vc ver, o homem (este que foi criado à imagem e semelhança Dele) também é capaz de tudo...
madoka

cidadão sacrílego disse...

Viste a luz irmão (pronuncia-se: visste à luiz irrmão)!
Encontraste a sabedoria no chamamento. Aleluia!

Silvares disse...

Cidadão, etc. e tal e Padre Nosso, abrenúncio Satanás e coiso...
:-)

Madoka, é capaz de muita coisa mas não de tudo. Capaz de tudo só mesmo Deus!
:-D

Sacrílego, tás com uma pronúncia muito açucarada. Quanto ao chamamento, devo estar distraído, não ouvi nada!
:-(

Eduardo P.L disse...

Não coloque seu santo nome em vão! Essa e outras aventuras humanas, serão sempre contadas e recontadas como obras divinas! Na verdade Deus nasceu no estômago humano, e de lá nunca conseguiu sair!

expressodalinha disse...

Falar com Deus sempre foi o nosso objectivo.

cidadão exemplar disse...

Eduardo, nem sei se alguma vez tentou ir embora. O nosso estômago é um lugar quentinho!

Jorge, há muita gente que fala com Ele. E fala, fala, fala...

luísM disse...

Não é por acaso que estás ficando surdo. Descobriu-se que não é dos ouvidos, é o espírito que estás fechando.
Melhor, fica mais barato, qualquer psicólogo resolve o problema em duas consultas, sem operação ao tímpano.
Aleluia!

expressodalinha disse...

E não há telemóveis?