sábado, dezembro 17, 2011

Parabéns a esta coisa

Ando tão ali que nem reparei no aniversário do 100 Cabeças, uns dias antes do dia de hoje (foi a 28 de Novembro, aqui o 1º de todos os posts). Aniversário de Blogue é coisa sem bolo nem velas nem amigos nem presentes, é coisa vazia, como um copo partido.

Tem seis anos, o 100 Cabeças, mas é como se tivesse pouco mais que uma semana. Escrever é, por vezes, uma tarefa puxada. Noutras ocasiões os dedos martelam as teclas tão depressa que até me convenço que sei escrever à máquina.

É estranho, andar aqui, escrever isto e deixar o escrito assim, como que pregado na parede, à porta da mercearia. Qualquer um pode ler. Conhecidos, desconhecidos, assim-assim e mais ou menos. Basta ter olhos e não estar com demasiada pressa.

Os Blogues já tiveram maior impacto e menos concorrência. Mas, tal como os jornais impressos vão perdendo leitores, também estas coisas virtuais se vão esvaziando e perdem clientela para as redes sociais tipo Facebook (há outras não há?).

Quer-me cá parecer que quem escreve estes jornais de parede, porque sim e não porque não, não esmorece. E continua. Parabéns a esta coisa (atrasados, mas não faz mal).

8 comentários:

expressodalinha disse...

Escrevemos porque sim. E vamos continuar porque tem de ser. Parabéns pelo blogue. Uma qualidade e coerência na divagação do quotidiano. Um dos poucos blogues que visito sempre com a certeza que me vou surpreender e que me vai fazer pensar.

Li Ferreira Nhan disse...

Parabéns!
E de hoje a um ano!

Lina Faria disse...

Caro Silvares,
saiba que tenho tido pouco tempo para o virtual, inclusive meu blog que tem uma fiel frequencia.
Passo sempre por aqui, como em outros 3 ou 4 outros, mas sem tempo de interagir.
Parabéns!
Você ja entrou em minha "onlainoteca", xiii, o neologismo não pode ser esse.
Sou sua leitora.
abraço!

banzai disse...

Rui,
parabéns. Então, será que sou só eu? entro aqui e logo uma ameaça foi detectada, não consigo entrar direito aqui.
bjs
madoka

Headw0rkz disse...

Parabéns Rui! Ter textos destes para ler é uma riqueza e uma lufada de ar fresco. Força para os próximos anos e obrigado.

Um leitor atento.

rui sousa disse...

Parabéns ao autor.

carolina a. disse...

Uma pergunta (se quiser responder):
100 cabeças porquê?
;-)

Silvares disse...

Jorge, Li, Lina, Madoka, Leitor Atento, grato pelas vossas palavras. Carolina, 100 Cabeças em homenagem (pequena homenagem) a um dos meus artistas preferidos, um senhor chamado Max Ernst que editou, em 1929, um livrinho de ilustrações e estranhos textos intitulado "La Femme 100 Têtes", "A Mulher 100 Cabeças", na edição portuguesa. E porque 100 e sem tem uma sonoridade semelhante e cabeças todos temos... dizem.