sexta-feira, junho 10, 2011

Dia de Portugal


Hoje é dia de comemorações. Celebra-se não sei bem o quê. Ao que parece celebra-se Portugal e as suas comunidades, espalhadas pelo mundo em dia de vendaval e celebra-se a genialidade de Camões, esse princípe dos poetas de Espanha, conforme reza numa edição dos Lusíadas feita sob domínio dos Filipes, esse curto intervalo na imensidão dos séculos que leva de duração a portugalidade.

É dia de entregar condecorações e fazer discursos solenes sobre o estado miserando em que se encontra a pátria. É dia de declarar fé no futuro tendo como pano de fundo um passado que entendemos como tendo sido glorioso. O tempo e a distância desfocam a perspectiva e o poema épico de Camões ajuda à festa.

Acima de tudo é dia feriado e o povo aproveita para desfrutar do sol, essa riqueza branca e luminosa que ninguém nos tira. O povo costuma estar sereno neste dia. Talvez possamos dizer que o 10 de Junho é, além do dia de Portugal, de Camões e das comunidades portuguesas, o Dia da Serenidade Nacional.

Desfrutemos.

2 comentários:

expressodalinha disse...

Sem dúvida. Permite-me só uma nota, que em nada altera o que escreves. O poema foi lido pela primeira vez a D. Sebastião, no Pálácio de Sintra.

Silvares disse...

Paradigmático...