quarta-feira, julho 13, 2011

Em nome do povo

Nós, o povo, não queremos cá saber de intelectualices, coisas que nos obriguem a puxar pela mioleira se as quisermos atingir e entender. Nós, o povo, não compreendemos que alguém possa ter prazer em exercícios reflexivos complicados que, para nós, é coisa própria de masoquistas.

Nós, o povo, gostamos de coisas simples e intelectualmente aerodinâmicas: um soco no focinho que parta ossos (com som), uma manápula peluda a esfregar as mucosas vaginais de uma Maria qualquer ou uma biqueirada violenta numa bola que voa e voa e voa e que entra, supersónica, pela baliza dentro. Goooooolooooo, coisa máilindaaaaa!!!

Também gostamos muito de novelas.

4 comentários:

Eduardo P.L disse...

Coisa de povo, segundo você, só gosto dessa tal de : "manápula peluda a esfregar as mucosas vaginais de uma Maria qualquer"... que não sei exatamente do que se trata "manápula peluda", mas desconfio.... srsrsrsr

rui sousa disse...

se calhar há mais intelectuais a gostar de todas essas coisas que tu referiste, do que povão a gostar de futebol ... será? :-)
De qq maneira registo com agrado o desespero da nação benfiquista ... e ainda a época não começou.
:-)

Silvares disse...

Manápula é uma mão, apenas, mas uma mão grande.
:-D
O que estava pensando!?

Rui, da parte que me toca, sou um verdadeiro adepto do futebol. Sportinguista convicto (não sei porquê).
:-)

Eduardo P.L disse...

Pois é...errei! Pensava tratar-se de outra coisa...Mas gosto também, apesar das minhas mãos não serem tão grandes e peludas, como pode sugerir: u´a manápula!!!!!!