sábado, agosto 13, 2011

Um livro muito bom

Uma pessoa leva o tempo que leva a encontrar certas coisas que lhe parecem estar destinadas a ser encontradas. "a máquina de fazer espanhóis" é um livro que me faz imaginar que é assim, que há destino e que está escrito e pronto. Trata-se de um livro que já foi lido por milhares de pessoas e que eu estou agora a ler. Não é novidade para as pessoas que já o leram mas está a sê-lo para mim. E é uma coisa absolutamente deslumbrante. O autor é valter hugo mãe que assina e escreve assim mesmo, tudo com minúsculas. Uma personagem interessante. Parece-me.

4 comentários:

Eduardo P.L disse...

As aparências enganam!
Com um autor com esse sobre-nome, um livro com esse título, e uma capa como essa, eu jamais compraria, para ler, sem uma resenha sua! Nos diga no final se valeu mesmo a pena!

Silvares disse...

Eduardo, faltam-me poucas páginas para concluir. Neste momento estou em fase de digestão de tudo o que li até este momento antes de me dedicar à conclusão da leitura. "a máquina de fazer espanhóis" é um livro muito português, não só na temática mas também (e sobretudo) na forma como utiliza a língua de Camões na sua expressão escrita. Mas, estou em crer, que será sempre um deslumbramento para todos os que falam, pensam e escrevem nesta língua maravilhosa que é a nossa.

Olaio disse...

Livro curioso, também fiquei agradavelmente surpreendido quando o li.

Silvares disse...

Acabei a leitura e sinto-me estranhamente diferente. Talvez seja a forma de escrever de valter hugo mãe que produz esta sensação difícl de descrever. Muito bom. Diria mesmo; excelente!