sábado, janeiro 31, 2015

Um dilema

Quando penso nas lutas sociais que constantemente são travadas neste mundo que habito sinto um nó no estômago. De que lado devo colocar a minha força e a minha vontade?

Desde sempre tive uma vida razoavelmente desafogada. A minha família, com maiores ou menores dificuldades, há várias gerações que pertence ao que poderia designar por "classe média", mesmo quando essa classe era uma espécie de coisa incipiente, nos tempos da ditadura salazarista.

Olhando para o tempo que já vivi posso dizer que nunca passei fome por necessidade embora, nos meus tempos de estudante, tenha passado alguma fomeca por opção. Gastava o dinheiro noutras coisas que, à época, me pareciam mais essenciais do que a paparoca. Tartava-se de uma questão de opção.

Nos tempos que correm sinto-me privilegiado. Tenho emprego fixo e uma condição social razoável. Posso preocupar-me com assuntos muito para além da satisfação das minhas necessidades básiicas. Ao mesmo tempo vejo aumentar a fome e a miséria entre os mais desfavorecidos, pessoas que tiveram a pouca sorte de nascer em meios sociais estigmatizados, pessoas que não têm opção e se vêm empurradas para uma luta que se parece com o esbracejar de alguém que se afoga no mar alto.

Quando chega a hora de tomar um lado nas barricadas das lutas sociais sinto que devo lutar contra alguns dos privilégios que fazem da minha vida algo agradável, sinto que deveria ser capaz de viver com menos e partilhar mais. Sou inimigo de mim próprio?

Confesso que este dilema me confunde mas, no entanto, continuo a comer bem, a dormir melhor e a acordar todos os dias com uma boa disposição que não me incomoda. Mas, no entanto...


5 comentários:

Eduardo P.L. disse...

Dúvidas e dívidas sociais...

Silvares disse...

Falta saber quem deve a quem. :-)

CybeRider disse...

Chama-se sono dos justos. Se dormes descansado, não penses mais nisso. Tens de certeza menos do que mereces. Dorme bem, que amanhã é dia de raiva outra vez e, mesmo inocente, ninguém te perdoa.

Silvares disse...

Depois dessa observação ainda vou dormir melhor.
:-)

Silvares disse...

Depois dessa observação ainda vou dormir melhor.
:-)